por | 30 Nov, 2019 | Pela sua Saúde

November, ou será, Movember?

Confuso com o título desta crónica? Acredito que sim! Mas é muito fácil de explicar. Para os mais familiarizados com a língua Inglesa, November, significa Novembro, e sim, é o mês do ano que agora termina, e que nos trouxe muita chuva, mas também o São Martinho, as castanhas e o vinho novo. Mas acredite que Novembro é muito mais que isso.

Se em Outubro tivemos o mês Rosa, podemos dizer que em Novembro é o mês Azul. Se no mês passado dedicamo-nos mais um pouco à saúde feminina, este mês onze do mês é dedicado aos homens e problemas de saúde únicos em si.

E é ai que aparece o tal Movember, que é um movimento que surgiu em 2003, na Austrália, associado às comemorações do dia 17 de Novembro, que é o dia mundial de combate ao cancro da próstata. Mas Novembro Azul ou Movember é mais que o Cancro da Próstata, é sobre cuidar de si e sobre a sua saúde.

Muitas foram as atividades associadas a este tema neste últimos dias, e há inclusive, um movimento internacional de homens, que nesta altura do ano deixam crescer a sua barba e/ou bigode, para assinalar ainda de forma mais simbólica a data.

Vamos ao que importa, o que é então a Próstata?

É uma glândula que fica localizada logo abaixo da bexiga, que produz um fluído que protege e enriquece o esperma. O cancro da próstata acontece quando algumas células desta glândula reproduzem-se mais rápido do que o normal, mas, um dos aspetos mais preocupantes é que a maioria das vezes este cancro desenvolve-se sem sintomas nas fases iniciais.

É importante então conhecermos os fatores de risco, quais os sintomas e exames que podemos realizar, pois só assim podemos intervir o mais cedo possível quando alguma situação desagradável acontece.

Sabemos então que um dos principais fatores de risco é a idade. A probabilidade de acontecer abaixo dos 45 anos é pequena, por isso, podemos considerar que a partir desta idade e quanto mais velho for o homem, maior será a probabilidade de desenvolver um cancro da próstata. Por isso, a partir da meia ideia, é importante que se comece a preocupar com isso. Outro grande fator de risco é o histórico familiar. Admite-se que um homem com um pai ou irmão que desenvolveram cancro da próstata, tem duas vezes mais probabilidades de desenvolver a doença que outro homem.

Como já referi anteriormente, nem sempre aparecem sinais na primeira fase de desenvolvimento da doença, sendo que por vezes só é detetado com os exames de rotina médico, no entanto, alguns homens referem mudanças urinárias ou sexuais, que podem indicar presença da doença.

Esteja atento, se sente uma necessidade frequente de urinar (especialmente à noite), se tem dificuldade em começar a urinar, se o fluxo é fraco, interrompido ou se dói, ou se ainda tem dificuldades em ter uma ereção, um ejaculação dolorosa e sangue na urina ou no esperma, procuro ajuda do seu médico de família, porque pode ir muito a tempo de atuar.

Existem ainda dois exames, realizados ou pedidos pelo seu médico, que a partir de uma certa idade, pode realizar com alguma frequência. Um deles é o Exame Digital Retal, vulgo, toque retal, em que o médico introduz um dedo no ânus, e consegue assim sentir a superfície da próstata. O outro, menos invasivo, é uma analise ao sangue em que se vê os valores de PSA, que procura a presença de uma proteína que é produzida especificamente pelas células da próstata. Dependendo sempre dos resultados destes dois exames, o seu médico de família poderá também considerar necessário realizar uma biópsia, que neste caso, normalmente, é feita por um médico especialista na área, ou seja, o urologista.

E se é mulher? Se é mulher não tem que se preocupar com isto na sua saúde, mas pode, e deve, preocupar-se com a saúde dos seus homens! Sejam eles maridos, pais, avós, amigos ou colegas de trabalho. Sabe porque?

Porque o que seriam maior parte dos homens sem uma mulher preocupada com eles?

Como diz o ditado: “por trás de uma grande homem, existe sempre uma grande mulher”. E, porque não, passar a estar ao seu lado nestes momentos?

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Um pioneiro da comunicação regional

Rafael Telmo da Silva Ferreira, professor e diretor da Valsousa TV Em setembro faz 25 anos que...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XII | Capela II A capela podia ser levantada por forma a dar seguimento à fachada da...

Siga-nos nas redes sociais