As superstições e os ensalmos

Ligados às superstições surgem os ensalmos. Os ensalmos remetem-nos para o sobrenatural, através de espécies de benzeduras, “feitiços” ou rezas…
Em tempos recuados, na nossa terra, quando a ciência não dava resposta ao combate das doenças ou das maleitas físicas ou mentais, ou quando o “mal” tinha a ver com sentimentos relativos a algo ou alguém, nomeadamente a inveja, o ódio ou a repulsa por uma pessoa ou por um qualquer animal, o ser humano tentava encontrar a “cura”, noutros lados, nomeadamente através de maquinações de “curandeiros”, em jeito de ladainhas, cumprindo simultaneamente um qualquer ritual.

No caso da “cura” de feridas na boca (herpes) ou na pele (impigens ou impetigo), encontramos várias maneiras diferentes de “Talhar o Bicho”.
A mais simples “talha-se” do seguinte modo: Com um pequeno carvão em brasa, seguro na ponta de uma tenaz, chega-se perto da ferida e vão-se fazendo cruzes, dizendo a ladainha:
-Se tu és bicho ou bichão, cobra ou cobrão, sapo ou sapão, aranha ou aranhão, lagarto ou lagartão, rato ou ratão, bicho de toda a nação, mirrado sejas como este carvão!… (no fim reza-se um Pai-Nosso e uma Avé- Maria – esta ladainha três vezes).

Ainda encontramos uma forma idêntica a esta anterior, em que a “curandeira” (normalmente eram mulheres que faziam este trabalho) mudava o carvão de cada vez que dizia esta ladainha.
As “talhações” variam de local para local e de curandeira para curandeira e desse modo deparamo-nos também com outra maneira de “talhar o bicho”:
-Usa-se uma faca de cozinha e fazendo cruzes junto da ferida, pausadamente diz-se a seguinte ladainha:

Bicho corre, graça não deixa, cabeça e rabo, cortado te seja (três vezes, terminando cada vez com um Pai-Nosso e uma Avé-Maria). Este “tratamento” deveria ser efetuado em dias seguidos até que a doença cessasse, não devendo o doente lavar-se ou mudar de roupa enquanto o mesmo durasse!…
Ainda recolhemos mais duas formas de “talhar o bicho”:

Com um tição na mão (brasa apagada), sempre fazendo cruzes, diz-se a seguinte ladainha: Eu te talho bicho, bicho bichão, cobra cobrão, aranha aranhão, ou bicho com qualquer infeção, seja seco e esmirrado, pega esta cabeça e rabo, deste meu tição, por poder da Virgem Maria, S. Pedro e S. Paulo, S. Silvestre, Nosso Senhor Jesus Cristo, seja verdadeiro Mestre (Padre-Nosso, Avé-Maria e Glória)

Ainda de uma outra forma, são precisos vinte e sete carvões. Mais ou menos a mesma ladainha, descrita anteriormente, é invocada nove vezes por dia, durante três dias. No fim de cada invocação reza-se um Pai-Nosso, uma Avé-Maria e uma Glória. Desta vez usa-se um carvão em brasa. Juntam-se todos e no fim, ao terceiro dia, deitam-se os vinte e sete ao lume dizendo:

Assim como as Pessoas da Santíssima Trindade são três, Elas querem e podem, assim este mal vá e nunca mais volte!…

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Tanto talento e humildade numa pessoa só

JOÃO DA MOTA TEIXEIRA Este cristelense de 78 anos tem tanto de discreto e humilde como de talento...

Estradas esburacadas 

ACONTECE UM POUCO POR TODO O CONCELHO As chuvas intensas que caíram neste inverno contribuíram...

“O Julgamento do Natal”

Nos dias 22 e 23 de março, a Nova Oficina de Teatro e Coral de Lousada, para finalizar o Dia do...

COPAGRI CONTINUA COM LITÍGIO INTERNO

“Arrumar a casa” para investir no supermercado, mas anterior direção insiste com ação judicial Por...

Adriano Rafael Moreira é o novo Secretário de Estado do Trabalho

TERCEIRO LOUSADENSE NUM GOVERNO CONSTITUCIONAL A tomada de posse de Adriano Rafael Moreira,...

Editorial 118 | Um lousadense no Governo de Portugal

Não é todos os dias que temos um lousadense no Governo de Portugal, sendo, por isso, motivo de...

~ in memoriam ~

Armando José Gonçalves da Costa (1946 – 2024) Faleceu a 26 de Março o estimado dono do Mini...

Lousada recebe o Mega Sprinter

Lousada recebe, nos dias 19 e 20 de abril, o XVIII Mega Sprinter. A atividade envolve 25 comitivas...

Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa

Lousada recebe o III Seminário da Unidas — Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega...

Noites da Juventude apresentam We Are

O segundo evento no âmbito das Noites da Juventude realiza-se dia 12 de abril. A partir das 22h00,...

Siga-nos nas redes sociais