por | 18 Mai, 2023 | Editorial, Editorial

Editorial da edição 97º de 18 de maio de 2023

Serviços públicos

Os serviços públicos em Lousada já tiveram melhores dias. Para além das questões materiais, de infraestruturas e espaciais (serviços dispersos no território, fracas condições de trabalho, deficiente acessibilidade física), somam-se questões de índole social: a burocracia reina, qualquer ato tem de ser pago, o atendimento é sofrido. A máquina do Estado, representada no território através dos serviços públicos estatais, exige mais ao cidadão do que aquilo que lhe retribui. Complica-lhes a vida, justificando a sua necessidade, e depois não lhes dá uma resposta pronta e de qualidade. Quem se depara com a necessidade de resolver algum assunto no serviço de finanças, por exemplo, tem pela frente um procedimento pouco acessível e muitas das vezes indisponível. Isto é socialmente intolerável. O “estado da arte” dos serviços públicos em Lousada merece-nos destaque, acima de tudo, para evidenciar algumas questões pertinentes da sua situação atual e elevar a exigência social para a sua melhor prestação. 

Silêncio, silenciado

Em Lousada, estima-se que haja 3.300 pessoas portadoras de deficiência ou incapacidade. Se nos situarmos nos dados do INE, atualizados a 23 de novembro de 2022, em termos de dificuldades motoras, cognitivas e sensoriais, os números disparam. Ver: 12.244 têm alguma dificuldade; 1.637 têm muita dificuldade; 78 não conseguem efetuar a ação. Ouvir: 4.546 têm alguma dificuldade; 1.088 têm muita dificuldade; 69 não conseguem efetuar a ação. Andar ou subir degraus: 6.348 têm alguma dificuldade; 2.283 têm muita dificuldade; 391 não conseguem efetuar a ação. Memória ou concentração: 7.729 têm alguma dificuldade; 1.184 têm muita dificuldade; 298 não conseguem efetuar a ação. Tomar banho ou vestir-se sozinho: 2.206 têm alguma dificuldade; 629 têm muita dificuldade; 645 não conseguem efetuar a ação. Compreender os outros ou fazer-se compreender: 2.277 têm alguma dificuldade; 493 têm muita dificuldade; 211 não conseguem efetuar a ação. Uma realidade deveras preocupante, onde são escassas as respostas sociais. Um assunto que nos merece um olhar atento, interventivo e, na medida do possível, colaborativo. Nada mais a propósito que, através de um simples gesto, no próximo sábado, na Praça das Pocinhas, a partir das 22h00, poderemos acender uma Luz Solidária e contribuir com 1€ para a ALDAF – Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares.

Vila de Lousada

A 13 de maio de 1842 é publicada a Portaria, emitida pelo Ministério do Reino, após despacho favorável da rainha, outorgando a criação da Vila de Lousada, elevando a povoação do Torrão à categoria de vila. 181 anos decorridos, Lousada ostenta com orgulho a categoria de Vila! 

Leia e partilhe O Louzadense, o seu jornal local.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

A  memória e a literatura

Há uns tempos e a propósito de um Colóquio Internacional em que participei na Sorbonne, em Paris,...

“Fecharam-nos muitas portas, mas temos tudo controlado”

COMISSÃO DE FESTAS DO SENHOR DOS AFLITOS 2024 Em janeiro deste ano, Paulo Magalhães, Daniel Pires...

Cartaz de arromba nas festas de Lustosa

SÃO TIAGO É COMEMORADO DE 25 A 28 DESTE MÊS A comissão de festas de Lustosa é formada por mais de...

Festas Grandes em honra do Senhor dos Aflitos

A Vila já está iluminada lembrando as Festas Grandes, que têm um dos grandes momentos na...

Lousada no pódio europeu de árvores plantadas em Portugal

O Município de Lousada ocupa o primeiro lugar nacional, ao abrigo da iniciativa europeia da...

Votações para o OPJ até dia 8 de agosto

Até dia 8 de agosto estão em votação as 12 propostas apresentadas no âmbito do Orçamento...

Ações de sensibilização com a Liga Portuguesa Contra o Cancro

O Município de Lousada associou-se à Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte,...

NÍVEL ELEVADO NO SUPERCROSS EM LUSTOSA

As grandes emoções do Supercross estiveram em Lustosa (Lousada), numa noite memorável. A pista do...

Quarteto Metralha animam festas e romarias

LOUSADA TEM CADA VEZ MAIS GRUPOS DE BOMBOS Os bombos são uma tradição bem portuguesa e em Lousada...

Verónica Parente apresenta a exposição “Horizontes de Cores” no Cais Cultural de Caíde de Rei

O Cais Cultural de Caíde de Rei acolherá a exposição "Horizontes de Cores", da artista Verónica...

Siga-nos nas redes sociais