por | 15 Mai, 2019 | Correio do leitor, Opinião

Estudo reitera preocupações do PSD Lousada

O que se passa com Lousada?

Lousada passou do 71.º para o 138.º lugar no Ranking Municipal Português. Esta é a posição global, num ranking que engloba quatro dimensões: governação, serviços ao cidadão, desenvolvimento económico e social, e sustentabilidade financeira.

Lousada baixou em três dessas dimensões, mas as que causam maior preocupação são a sustentabilidade financeira (252.ª posição) e o desenvolvimento económico e social (149ª posição), uma no final da tabela e a outra a meio, respetivamente.

Executivo não tem conseguido atrair investimento

Para aferir o desenvolvimento económico e social, que conta 30% no ranking global, foram tidos em conta os seguintes parâmetros: crescimento da população, valor acrescentado das empresas (bruto), poder de compra e taxa de desemprego. Esta posição confirma aquilo para que o PSD Lousada tem vindo a alertar: Lousada não tem capacidade para atrair investimento e os rendimentos das famílias são muito baixos, resultado da falta de qualificação da mão de obra. É urgente, por isso, encetar uma política audaz e sólida de captação de investimento e qualificação. Não podemos desperdiçar a posição geográfica privilegiada e os bons acessos 

É isto que devia preocupar os socialistas Lousadenses. Incapazes de escrever um argumento para o futuro, resignam-se com o filme do presente e teorias da divisão e da conspiração fantasiosas para regozijo da sua imaginação.

Boas contas ou contas bem feitas?

A sustentabilidade financeira também é preocupante. Para os cidadãos lousadenses, que estão fartos de ouvir falar em boas contas por parte do executivo, causa certamente estranheza que o município ocupe a 252.ª posição, estando na cauda do ranking. Mas a verdade é esta!

Neste domínio, são tidos em conta os seguintes aspetos: rácios operacionais, gastos do município com funcionários per capita, despesa do pessoal do município dividida por número de residentes, rácio corrente de receita e despesa corrente e o que resta, receita municipal por habitante, dados do endividamento, a evolução da dívida e sua variação per capita, rácio de investimento e despesa de capital.  Sobre os aspetos elencados, é público que o PSD Lousada já mostrou a sua preocupação, tantos nas reuniões de câmara como nas assembleias municipais. O PSD não quer “uma casa sem rei nem roque”, em que as somas e as subtrações são bem feitas, mas sem acautelarem o futuro dos lousadenses. As “boas contas” apregoadas soam, assim, como bazófia aos ouvidos dos lousadenses! Incham-se os egos, passeiam-se as vaidades, mas o certo é que Lousada continua a caminhar devagar, à sombra de um ou outro evento que venha à rede.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

“Toda a glória do mundo é transitória”

JORGE NETO, ADVOGADO E POLÍTICO O lousadense Jorge Manuel Ferraz de Freitas Neto, de 67 anos, é um...

Associação dos Voluntários de Caíde de Rei Celebra 34.º Aniversário com Evento Memorável

A Associação dos Voluntários de Caíde de Rei comemorou, ontem, o seu 34.º aniversário com uma...

Queixas ambientais morrem num emaranhado de burocracias e “procedimentos duvidosos”

A (DES)ORDEM NO RIO MESIO (PARTE 2) Esta é a segunda parte da reportagem d'O Louzadense sobre um...

AD Lousada não se vai coligar com SAD Lank

FEDERAÇÃO NÃO AUTORIZA O “CASAMENTO” Estava tudo bem encaminhado entre as partes para que a junção...

Editorial 125 | O Gestor de Redes Sociais

Numa terra longínqua onde os emojis governam e os likes são moedas de troca, vive o temido Gestor...

LOUSADA RECEBE MAIOR FESTIVAL DE DRIFT DO PAÍS

O Eurocircuito da Costilha em Lousada será palco no final do mês da 11ª edição do Encontro...

Xadrez do Lousada Voleibol Clube com excelentes resultados no fim de semana

Esteban Dario Caro, xadrezista da secção de xadrez do Lousada Voleibol Clube venceu o VII Torneio...

Oficinoscópio assinala 10 anos de cinema de animação

No dia 10 de julho foi apresentado o livro Oficinoscópio, relativo aos 10 anos de Oficinas de...

AUTOR VISITA ALDAF E PROMOVE MOMENTO DE CULTURA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM LOUSADA

No passado dia 13 de junho a Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares...

Desvendando os Traços Antissociais

Os traços antissociais são confundidos por vários sintomas na linguagem coloquial, assim irei...

Siga-nos nas redes sociais