por | 10 Jul, 2019 | Desporto, Grandes Louzadenses

Lagoas Super Cup – Mais um sucesso

A segunda edição do Lagoas Super Cup teve lugar nos dias 22 e 23 de junho, no Complexo Desportivo de Lousada.

O torneio, organizado pela UD de Lagoas, contou com a presença de 23 clubes da região: o anfitrião, UD Lagoas, Aparecida, FC Felgueiras, Dragon Force, Aliados Lordelo, Escola D’ouro, EF Rui Dolores, FC Lixa, Santa Eulália, Estrelas Fânzeres, AR S. Martinho, SC Rio Moinhos, Os Faíscas, FC Parada, AMCH Ringe, Casa Benfica- Lousada, FC Cristelo, AD Várzea, AD Várzea, GD Juventus Pedroso, FC Romariz, Besteiros FC, BS Sports, o UDS Roriz, entre ouros.

Estivemos à conversa com o presidente da Associação, Rogério Morais, que nos fez o balanço desta iniciativa e descreveu o atual momento da coletividade.

Que balanço faz desta iniciativa?

Já está a tornar-se um hábito fazermos estes torneios. É mais uma prova da nossa competência. As equipas vão confiando no nosso trabalho. Realço o apoio fantástico, tanto da Câmara Municipal de Lousada como da Junta de freguesia de Nevogilde, e de todos os patrocinadores, sem os quais não seria possível.

Caracterize esta segunda edição.

Estamos aqui com 23 equipas, com mais de quinhentos atletas e muitas pessoas a entrar aqui no Complexo. Nos dois dias, foram mais de mil pessoas que entraram aqui. As pessoas confiam na qualidade das equipas que a gente apresenta nos torneios e no bem-estar que temos aqui no Complexo.

Como está a UD de Lagoas?

O clube está bem, está estável, temos as equipas de formação a trabalhar bem. Queremos, no futuro próximo, aumentar o número de equipas e voltar a ter equipa no escalão feminino, mas precisamos de melhorar as nossas condições físicas, para termos outros voos. Mas vamos trabalhando com as nossas 12 equipas.
Estamos em todos os escalões de formação, temos equipa sénior e de veteranos. Infelizmente, tivemos de terminar com a equipa feminina, dado que era difícil trabalhar no campo de terra e depois jogar num relvado sintético. Era desvirtuar o trabalho todo desse escalão. Vamos tentar melhorar essas condições para lhes dar a possibilidade de regresso.

E como está o processo de requalificação do vosso equipamento desportivo?

Vamos conseguir resolver com o apoio da Câmara, que se tem esforçado na resolução do problema dos terrenos que temos no nosso campo de jogos. Julgo que, no próximo ano, esse problema poderá estar resolvido. A partir daí, é possível termos condições como têm os outros clubes com o campo sintético. O Trabalho está demonstrado, tem dado resultado, faltam realmente as condições que a gente necessita.

Na freguesia já existe um campo sintético, nas instalações da Associação de Solidariedade Social de Nevogilde. Será que a UD Lagoas poderia aproveitar essas condições?

Temos tido um bom relacionamento com a associação, mas não queremos andar com a casa às costas. Vamos fazer uma interrupção de três anos com o feminino, para depois, com melhores condições, podermos dar continuidade ao nosso trabalho.

Qual é o balanço da época desportiva?

Foi um balanço positivo. Tivemos bons resultados na formação, equipas a disputar os campeonatos na elite e isso é fundamental para uma equipa que tem as condições que tem. É fruto de um trabalho que tem sido feito ao longo destes anos. Apostamos ao longo destes 3 anos na manutenção dos treinadores e os frutos estão aqui, no trabalho que eles têm feito e na classificação que eles atingiram este ano. O acompanhamento e apoio dos pais e outros elementos da nossa associação são importantes.

Qual é o segredo do vosso sucesso?

As partes fundamentais são a humildade e trabalho. São as partes fundamentais que a gente tem seguido ao longo destes anos. Tentamos receber da melhor forma todas as pessoas e somos sempre respeitadores quando vamos fora, desde os escalões dos mais pequeninos aos veteranos. É esse o nosso segredo, humildade e muito trabalho.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Siga-nos nas redes sociais