Prémio Ação Transformativa 2019 veio para Lousada

Em causa trabalho desenvolvido no âmbito da sustentabilidade ambiental

O Prémio Ação Transformativa 2019, este ano, veio para Lousada. A notícia foi hoje anunciada em Bruxelas.

Trata-se de um prémio europeu de sustentabilidade, patrocinado pelo Comité das Regiões e pelo Banco Europeu de Investimento, que é o reconhecimento pela aposta do município na educação ambiental e na conservação da natureza.

Este prémio é coorganizado pela Rede Internacional de Governos Locais pela Sustentabilidade (ICLEI, sigla em inglês), pelo País Basco e pela cidade de Aalborg, na Dinamarca, mas financiado pelo Comité das Regiões Europeu e pelo Banco Europeu de Investimento.

O Prémio Ação Transformativa reconhece, todos os anos, projetos que contribuem na União Europeia para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pelas Nações Unidas e do Acordo de Paris de ação contra as alterações climáticas, distinguindo ainda iniciativas que promovem a transformação das sociedades a nível sociocultural, socioeconómico e tecnológico.

Lousada foi o município vencedor e a fundamentação da decisão pode ser lida num comunicado do ICLEI à agência Lusa: Lousada foi reconhecido por “utilizar a educação ambiental como forma de promover práticas ambientais, apoiar formas alternativas de criar áreas de conservação e oportunidades de emprego e [por] ligar os cidadãos locais à paisagem rural”, aponta o ICLEI em comunicado enviado à agência Lusa.

Lousada superou, assim, Leuven (Bélgica) e Berlim (Alemanha), que eram também finalistas neste concurso.

Pedro Machado, presidente da Câmara de Lousada, reagiu já nas redes sociais dizendo que tudo isto aconteceu porque, “em Lousada, ousámos arriscar, sonhar, voar. Mais!”, acrescentando que as ações mostram que é possível inverter a situação em relação ao ambiente: “Toda uma rede de peritos reconheceu os nossos projetos ambientais como uma referência, um modelo a seguir. Mostraram que, com a ajuda de todos, mudar o mundo, melhorar o ambiente e proteger a biodiversidade, mesmo com recursos escassos e em territórios de elevada pressão humana, é possível”.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Cartaz de arromba nas festas de Lustosa

SÃO TIAGO É COMEMORADO DE 25 A 28 DESTE MÊS A comissão de festas de Lustosa é formada por mais de...

Festas Grandes em honra do Senhor dos Aflitos

A Vila já está iluminada lembrando as Festas Grandes, que têm um dos grandes momentos na...

Lousada no pódio europeu de árvores plantadas em Portugal

O Município de Lousada ocupa o primeiro lugar nacional, ao abrigo da iniciativa europeia da...

Votações para o OPJ até dia 8 de agosto

Até dia 8 de agosto estão em votação as 12 propostas apresentadas no âmbito do Orçamento...

Ações de sensibilização com a Liga Portuguesa Contra o Cancro

O Município de Lousada associou-se à Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte,...

NÍVEL ELEVADO NO SUPERCROSS EM LUSTOSA

As grandes emoções do Supercross estiveram em Lustosa (Lousada), numa noite memorável. A pista do...

Quarteto Metralha animam festas e romarias

LOUSADA TEM CADA VEZ MAIS GRUPOS DE BOMBOS Os bombos são uma tradição bem portuguesa e em Lousada...

Verónica Parente apresenta a exposição “Horizontes de Cores” no Cais Cultural de Caíde de Rei

O Cais Cultural de Caíde de Rei acolherá a exposição "Horizontes de Cores", da artista Verónica...

Conferência do PSD Lousada debateu estratégias e financiamento para o Desenvolvimento Local

Na noite de 18 de julho, o Auditório da COPAGRI em Lousada foi palco da conferência...

“Toda a glória do mundo é transitória”

JORGE NETO, ADVOGADO E POLÍTICO O lousadense Jorge Manuel Ferraz de Freitas Neto, de 67 anos, é um...

Siga-nos nas redes sociais