Escuteiros de Silvares ambicionam casa própria

Apolítico e aberto a todos sem distinção de género, origem, raça ou credo, o Movimento Escutista educa para o voluntariado, oferecendo aos jovens a oportunidade de se desenvolverem emocional, intelectual, física e espiritualmente como indivíduos, como cidadãos globais responsáveis, membros das suas comunidades locais, nacionais e internacionais.
Em Silvares, o Agrupamento de Escuteiros do CNE 1253 Silvares, Lousada, foi fundado no dia 5 de outubro de 2003.


Paulo Moreira, chefe do agrupamento desde 2013 e escuteiro desde 1999, deu-nos a conhecer o escutismo e este agrupamento, atualmente com cerca de 80 elementos, sendo a sua principal ambição ter uma sede própria.


“Escuteiro por um dia, escuteiro para sempre”


O efetivo deste agrupamento é composto por várias secções, dependendo das idades: os Lobitos, dos 6 aos 10 anos, os Exploradores, dos 10 aos 14 anos, os Pioneiros, dos 14 aos 18 anos, e os Caminheiros, dos 18 aos 22 anos. “Esta é a última secção. Este Agrupamento tem um clã de 15 Caminheiros, sendo o segundo maior do núcleo da região do Porto, o que nos orgulha”. A partir dos 22 anos, o escuteiro pode continuar a sê-lo: “A partir daqui é um homem novo, que pode querer seguir ou não, embora, normalmente, Escuteiro por um dia, escuteiro para sempre”, explica Paulo Moreira.
Para este dirigente, é muito importante o espírito de grupo criado com a formação de equipas e patrulhas: “É fundamental o conceito de família, no convívio com todos”, afirma. Importante é também o convívio com a natureza e a sua preservação.


O grupo tem tido um excelente crescimento em número de pessoas, passando de 20 para 80 elementos. “As pessoas, gostando, começam a incentivar outras a aderirem”, diz.


O escutismo é também essencial em termos do desenvolvimento das crianças, especialmente no que diz respeito à organização e responsabilidade, como esclarece Paulo Moreira: “O Escutismo tem regras, cada criança tem a sua função em cada uma das equipas”. Através de uma liderança apoiada por adultos, cada grupo de escuteiros adota o mesmo conjunto de valores.


Ao longo do ano, são realizadas várias atividades, como caminhadas, acampamentos e outros eventos. “Tudo desligado das redes sociais”, realça. Paulo destaca a experiência que o agrupamento teve na aldeia de Drave, uma aldeia escutista, que os CNE estão a reconstruir.


“O objetivo é fazermos os outros felizes”


Para além da sede própria, objetivo é contribuir para a felicidade de todo o grupo escutista. Paulo sente-se uma pessoa realizada e feliz que tem, como os seus colegas, o objetivo de fazer os outros felizes. “Por isso temos momentos fabulosos, que de facto mostram que vale a pena”, afirma, com emoção.


As dificuldades financeiras são o principal problema: “Não temos meios de subsistência. Vivemos da generosidade das pessoas, das empresas… Mas gostaríamos de ser equiparados a uma associação, pois partimos do mesmo princípio. Dessa forma, poderíamos ter mais apoios de entidades públicas”, explica.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Tanto talento e humildade numa pessoa só

JOÃO DA MOTA TEIXEIRA Este cristelense de 78 anos tem tanto de discreto e humilde como de talento...

Estradas esburacadas 

ACONTECE UM POUCO POR TODO O CONCELHO As chuvas intensas que caíram neste inverno contribuíram...

“O Julgamento do Natal”

Nos dias 22 e 23 de março, a Nova Oficina de Teatro e Coral de Lousada, para finalizar o Dia do...

COPAGRI CONTINUA COM LITÍGIO INTERNO

“Arrumar a casa” para investir no supermercado, mas anterior direção insiste com ação judicial Por...

Adriano Rafael Moreira é o novo Secretário de Estado do Trabalho

TERCEIRO LOUSADENSE NUM GOVERNO CONSTITUCIONAL A tomada de posse de Adriano Rafael Moreira,...

Editorial 118 | Um lousadense no Governo de Portugal

Não é todos os dias que temos um lousadense no Governo de Portugal, sendo, por isso, motivo de...

~ in memoriam ~

Armando José Gonçalves da Costa (1946 – 2024) Faleceu a 26 de Março o estimado dono do Mini...

Lousada recebe o Mega Sprinter

Lousada recebe, nos dias 19 e 20 de abril, o XVIII Mega Sprinter. A atividade envolve 25 comitivas...

Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa

Lousada recebe o III Seminário da Unidas — Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega...

Noites da Juventude apresentam We Are

O segundo evento no âmbito das Noites da Juventude realiza-se dia 12 de abril. A partir das 22h00,...

Siga-nos nas redes sociais