por | 25 Jan, 2020 | Desporto, Grandes Louzadenses

LousadaBTT tem crescido ao longo dos anos

Estávamos no ano de 1999 quando dois começaram a andar de bicicleta apenas pelo prazer de pedalar e pela prática do exercício físico. Mas, um dia, a capa de uma revista de BTT estimulou a curiosidade de um deles, que decidiu explorar o seu conteúdo. Foi aí que iniciaram a conquista da serra e dos trilhos. Em pouco tempo, juntaram-se mais amigos e as manhãs de domingo passaram a ser diferentes, à descoberta de magníficos trilhos. As subidas e descidas mais ou menos radicais tornaram-se uma rotina agradável. Luís Miguel Marques era um desses amigos, que se deixou entusiasmar pela prática do BTT.


Entretanto, as bicicletas e os equipamentos foram melhorando, permitindo a participação em passeios organizados. Luís Marques esclarece que tinham curiosidade em saber como funcionavam este tipo de eventos. Para se identificarem, tiveram necessidade de criar um nome. Foi então que surgiu “Lousada BTT”, que passou a identificar as inscrições efetuadas pelo grupo de amigos nesses eventos.


Em setembro de 2005, foi fundado o clube de cicloturismo LousadaBTT, dando-se início à atividade em 2 de janeiro de 2006.
Luís Miguel Marques, um dos amigos dos passeios realizados nas manhãs de domingo e fundador do clube, é atualmente presidente da associação. Este lousadense considera que o trabalho realizado tem sido positivo e congratula-se com o facto de os lousadenses e a autarquia o reconhecerem. “Temos trazido muita gente a conhecer Lousada nas diversas atividades por nós realizadas”, sustenta.


Sede aberta e carrinha para servir os sócios


Vocacionado para a vertente de lazer e cicloturismo, o clube tem, ao longo dos ano a colaboração dos sócios. Os fundos angariados permitem-lhe manter uma sede aberta, alugada, e uma carrinha, ao serviço dos sócios.
Ao longo dos 15 anos de existência, o clube tem, com as atividades realizadas, estimulado a prática desportiva sem fins competitivos, como forma de lazer e convívio. “Conseguimos unir pessoas e chamar todos os anos novos elementos, o que é uma vitória”, salienta.


Manter o clube vivo e divulgar a prática do BTT, que tem no contacto com a natureza a sua força atrativa, continuam a ser os objetivos que norteiam esta associação. “Queremos convidar cada vez mais elementos para fazerem parte desta família e continuar a levar o nome Lousada por este país”, afirma o presidente.


Quanto às dificuldades, são as mesmas de todas as associações: os apoios, sempre escassos para fazer face aos projetos. Apesar de tudo, Luís diz que não se pode queixar dos apoios das entidades: “Sempre que solicitamos, somos atendidos”. Assim, vê um futuro “risonho”: “Temos pessoas para dar continuidade e com motivação para tal. O trabalho é coisa que não assusta os nossos sócios, que estão sempre prontos para ajudar para que as atividades que nos propomos todos os anos a realizar”.


Aos sócios, deixa uma mensagem de agradecimento: “Vocês sabem que são a mais-valia deste Clube. Tudo o que o LousadaBTT é deve-se ao vosso e nosso trabalho. Sejam felizes neste Clube”.


Às entidades públicas, pede que não deixem de apoiar o desporto, seja ele federado ou não: “Nem todos podem competir, mas todos temos o direito a fazer desporto”, realça. .


Luís Miguel Marques termina com um convite dirigido aos amantes da modalidade: “Apareçam, juntem-se a nós desfrutem das nossas paisagens! LousadaBTT sempre!”

1 Comment

  1. Observador

    Só é pena que não invistam numa vertente competitiva dentro do LousadaBTT.
    Há cada vez mais atletas no concelho que acabam por ter de ir para equipas de freguesias ou de “fora” para se poderem federar. Na minha opinião fazia todo o sentido o clube que tem o nome do concelho ter também uma equipa de comeptição.

    Reply

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Já começaram as movimentações para formar a Comissão de Festas

Romaria da Senhora Aparecida O artigo da anterior edição do nosso jornal, sobre a ausência de...

Editorial 115 | Silêncio

A 26 de fevereiro de 1954 nascia Mário Fernando Ribeiro Pacheco Fonseca, figura incontornável da...

Direção ameaça entregar chaves do clube se não houver acordo com autarquia

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE LOUSADA A ADL está em modo de «gestão a prazo», pois a atual Direção já...

Lousada recebeu entrega de prémios da AT Porto

Retomou-se, no passado dia 3 de Fevereiro, a habitual cerimónia de entrega de prémios da...

Peça de teatro promove a sensibilização e prevenção rodoviária nos mais novos

A nova edição da campanha de sensibilização, que transforma as crianças em agentes de segurança e...

Jantar-Comício do Partido CHEGA traz André Ventura a Lousada

O Presidente do Partido CHEGA, André Ventura, marcará presença no jantar oficial de campanha do...

Santuário de São Gonçalo de Lustosa

Lustosa é uma parcela do concelho de Louzada que gosto de percorrer e apreciar, mormente a...

Professor de artes é “artista de horas livres”

Joaquim Alexandre Ribeiro: A moldar lousadenses pela arte O professor Joaquim Alexandre Nunes...

Amanhã virás Sol, amanhã virás

ABRIL LOUZADENSE (IX) Um dos maiores vultos portugueses da luta contra a ditadura foi o...

O verdadeiro voto útil e a matemática do “Chega” para lá

Dúvidas ainda houvesse sobre a importância do projecto da Aliança Democrática (AD) e da...

Siga-nos nas redes sociais