por | 21 Dez, 2021 | Ambiente, Economia

Mel de Floresta promove Paisagem Protegida

O mel “Mata de Vilar” é um produto sustentável e eco-consciente proveniente da Paisagem Protegida Local do Sousa Superior.

O mel “Mata de Vilar” é um mel de floresta proveniente da maior extensão contínua de floresta nativa do concelho de Lousada. Esta mancha florestal é composta por diversas espécies de carvalhos, faias e resinosas e constitui um dos principais equipamentos ambientais da Paisagem Protegida Local do Sousa Superior, estando certificada como Floresta de Alto Valor de Conservação.

A fixação de um pequeno apiário na Mata de Vilar, em parceria com um apicultor local, na qualidade de projeto piloto, permite acrescentar um novo benefício ecológico na Mata de Vilar, promovendo igualmente o empreendorismo rural deste equipamento florestal, ao conceber um produto de exceção como o mel, que contribui para a promoção direta local e regional do vale do Sousa, da Mata de Vilar e da Paisagem Protegida.

Ao lançamento do mel, e numa visão de pedagogia ambiental, vão ser associadas iniciativas como a realização de visitas e atividades ambientais, integradas no Programa de Educação Ambiental da Mata de Vilar. Nesse contexto vai ser possível compreender a gestão de um apiário, identificar os momentos principais da produção do mel e sublinhar a importância ecológica das abelhas e dos polinizadores nos ecossistemas.

A promoção deste mel está assente na estratégia municipal de sustentabilidade, alicerçada no conhecimento científico. No caso particular de apoio aos polinizadores, os últimos estudos científicos internacionais demonstram o declínio global dos polinizadores, cujo impacto negativo afeta o equilíbrio dos ecossistemas, mas também a sustentabilidade alimentar: 35% das plantas utilizadas para a produção de alimentos, em todo o mundo, dependem de polinizadores, bem como a funcionalidade ecológica de todos os ecossistemas, que garantem as condições da própria vida no Planeta.

O mel “Mata de Vilar” encontra-se comercializado no Talho Avenida, Caíde de Rei, na COPAGRI – Cooperativa Agrícola de Lousada (Supermercado), no Super Talho Pôr Do Sol, Lousada, e no Quiosque Café Expresso, Vilar do Torno e Alentém.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Direção ameaça entregar chaves do clube se não houver acordo com autarquia

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE LOUSADA A ADL está em modo de «gestão a prazo», pois a atual Direção já...

Lousada recebeu entrega de prémios da AT Porto

Retomou-se, no passado dia 3 de Fevereiro, a habitual cerimónia de entrega de prémios da...

Peça de teatro promove a sensibilização e prevenção rodoviária nos mais novos

A nova edição da campanha de sensibilização, que transforma as crianças em agentes de segurança e...

Jantar-Comício do Partido CHEGA traz André Ventura a Lousada

O Presidente do Partido CHEGA, André Ventura, marcará presença no jantar oficial de campanha do...

Santuário de São Gonçalo de Lustosa

Lustosa é uma parcela do concelho de Louzada que gosto de percorrer e apreciar, mormente a...

Professor de artes é “artista de horas livres”

Joaquim Alexandre Ribeiro: A moldar lousadenses pela arte O professor Joaquim Alexandre Nunes...

Amanhã virás Sol, amanhã virás

ABRIL LOUZADENSE (IX) Um dos maiores vultos portugueses da luta contra a ditadura foi o...

O verdadeiro voto útil e a matemática do “Chega” para lá

Dúvidas ainda houvesse sobre a importância do projecto da Aliança Democrática (AD) e da...

Uma “carrinha” transportou até Lousada o mundo na forma de livros

MEMÓRIAS DA BIBLIOTECA ITINERANTE DA GULBENKIAN Não se tratava apenas de livros, o que a...

Lousada, uma vila empreendedora?

Era uma vez, desde antes (!!!!) de 1128, que a região do Tâmega e Sousa se autointitula,...

Siga-nos nas redes sociais