por | 16 Nov, 2022 | Política, Sociedade

Junta de Freguesia de Lodares

Armando Jorge Mota Moreira, de 63 anos, é o presidente da Junta de Freguesia de Lodares e encontra-se no seu último mandato. Desde 1989, serve a população lodarense seja na qualidade de secretário como na de presidente. Posto isto, há 33 anos que cumpre funções sendo um dos autarcas com mais tempo ao serviço de uma freguesia. Conheça a sua longa carreira marcada por obras de importância. 

Armando Moreira é encarregado de manutenção das Piscinas Municipais de Lousada. Com apenas 2 anos, ainda criança, mudou-se para Lodares. “Fui sempre uma pessoa ligada à freguesia”, inicia. Este é um dos sócios fundadores da Associação Desportiva e Cultural de Lodares, tendo servido o clube enquanto secretário durante 14 anos.  

Entretanto, após esta criação, recebeu um convite do Sr. Antero Leal que resolveu recandidatar-se à Junta de Freguesia de Lodares. “Veio ter comigo e convenceu-me”, conta. Na época o Dr. Jorge Magalhães era o líder do órgão executivo do Município e aceitou o desafio, embora sem grandes expectativas. Contudo, o Partido Socialista ganhou. 

Desde então, 1989, desempenhou em seis mandatos o cargo de secretário. E, após estes, concorreu como presidente e ganhou. Atualmente, possui 33 anos de serviço à freguesia e no final deste seu último mandato cumprirá ao todo 36 anos. “Sou um dos autarcas com mais tempo ao serviço da freguesia”, reforça. 

Desde o início que faz tudo com muito gosto pois sempre primou pela ajuda e proximidade com as pessoas. Aliás, antes de servir a freguesia já gostava de o fazer. 

Relativamente às obras, o autarca considera que estas acabam por motivá-lo e quando uma acaba já está a pensar na próxima. “Felizmente, fizeram-se obras de grande relevância capital para a freguesia”, sublinha. Neste sentido, realça a construção de raiz da casa mortuária por se tratar de uma propriedade em falta. Esta foi possível graças à colaboração do falecido Padre Maia que graciosamente cedeu o terreno. Além disso, foi também feita uma nova entrada para o cemitério e a própria sede da junta pois não havia local para atender a população. Esta última foi feita na qualidade de membro do executivo, porém as restantes na qualidade de presidente. 

Construção de raiz da Casa Mortuária

Em termos sociais, a Junta de Freguesia de Lodares adquiriu uma nova carrinha de transporte. Atualmente, alberga duas e no início do 1º trimestre de 2023 vai adquirir outra. Estas são imprescindíveis devido ao garante de transporte a todas as crianças, dentro e fora da freguesia, que frequentam o Centro Escolar. Para mais, possui uma carrinha comercial destinada ao funcionário efetivo. “Estou muito contente com ele pois é um empregado habilidoso, disponível, prestável e atento”, afirma acerca deste. 

Nova entrada para o cemitério

Outra valência que merece realce é a dispensa de camas articuladas. A junta adquiriu e cede-as às famílias que necessitam, ou seja, estas dirigem-se à sede e depois é feita a respetiva entrega. “Temos camas, colchões e cadeiras de rodas que são pertença da junta, mas estão distribuídos pelas pessoas que precisam”, salienta. Isto denota a disponibilidade e ajuda da freguesia perante a sua população. 

No que concede a pavimentação, a junta realizou uma série delas pois havia sítios onde não passava um carro. Neste seguimento, o autarca afirma que Lodares é das melhores freguesias a nível de acessibilidades. “Além da situação geográfica porque estamos situados num centro estratégico, temos duas entradas para a A4. Para mais, a quantidade de alargamentos e pavimentações que foram feitas permite que o trânsito flua melhor”, explica. 

Posto isto, a freguesia é bastante procurada para habitação e são vários os telefonemas que o autarca recebe para questionar acerca de terrenos ou casas disponíveis. “Lodares é apetecível para residir”, declara satisfeito pois é sinal que o trabalho está à vista de todos. 

A nível cultural, acederam ao Movimento Sênior que possui uma aderência fora de série. Apresentado uma série de obras, bens e atividades, Armando agradece à Câmara Municipal de Lousada por toda a colaboração que possibilitou que a freguesia adquirisse valências fundamentais. “Sem estas ajudas a maioria das obras não eram exequíveis, na medida em que as juntas não possuem capacidade econômica”, reconhece. 

De acordo com próprio, as construções são o motivo dos habitantes darem-lhe maioria absoluta. “As pessoas, hoje em dia, não olham para partidos”, realça. Neste momento, encontra-se a lutar por um complexo desportivo com sintético num terreno. Esta obra é primordial dada ao número elevado de crianças na Associação Desportiva e Cultural de Lodares.  Posto isto, deseja que esta seja cumprida ainda no seu mandato para terminar em beleza. 

Daqui a três anos não se encontrará mais em cargos políticos, porém, fora do papel de presidente estará igualmente disposto a ajudar no que for possível. Neste seguimento, expressa a sua opinião acerca da limitação de mandatos. 

“Tenho uma equipa muito boa”, declara sobre os membros do executivo. O Secretário, Carlos Manuel da Rocha Leal Ribeiro, e a tesoureira Patrícia Manuela Alves Carvalho, são pessoas dedicadas e dotadas de saberes importantes para o desenvolvimento da freguesia. Contudo, todos os membros da assembleia de freguesia são também realçados por serem colaborativos. 

O autarca, de grosso modo, encontra-se bastante satisfeito com todo o trabalho realizado e não tem dúvidas que muito deste deve-se à população hospitaleira e solidária. “Em cada Lodarense tenho um amigo”, finaliza Armando Moreira. 

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

“Toda a glória do mundo é transitória”

JORGE NETO, ADVOGADO E POLÍTICO O lousadense Jorge Manuel Ferraz de Freitas Neto, de 67 anos, é um...

Associação dos Voluntários de Caíde de Rei Celebra 34.º Aniversário com Evento Memorável

A Associação dos Voluntários de Caíde de Rei comemorou, ontem, o seu 34.º aniversário com uma...

Queixas ambientais morrem num emaranhado de burocracias e “procedimentos duvidosos”

A (DES)ORDEM NO RIO MESIO (PARTE 2) Esta é a segunda parte da reportagem d'O Louzadense sobre um...

AD Lousada não se vai coligar com SAD Lank

FEDERAÇÃO NÃO AUTORIZA O “CASAMENTO” Estava tudo bem encaminhado entre as partes para que a junção...

Editorial 125 | O Gestor de Redes Sociais

Numa terra longínqua onde os emojis governam e os likes são moedas de troca, vive o temido Gestor...

LOUSADA RECEBE MAIOR FESTIVAL DE DRIFT DO PAÍS

O Eurocircuito da Costilha em Lousada será palco no final do mês da 11ª edição do Encontro...

Xadrez do Lousada Voleibol Clube com excelentes resultados no fim de semana

Esteban Dario Caro, xadrezista da secção de xadrez do Lousada Voleibol Clube venceu o VII Torneio...

Oficinoscópio assinala 10 anos de cinema de animação

No dia 10 de julho foi apresentado o livro Oficinoscópio, relativo aos 10 anos de Oficinas de...

AUTOR VISITA ALDAF E PROMOVE MOMENTO DE CULTURA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM LOUSADA

No passado dia 13 de junho a Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares...

Desvendando os Traços Antissociais

Os traços antissociais são confundidos por vários sintomas na linguagem coloquial, assim irei...

Siga-nos nas redes sociais