por | 26 Mai, 2023 | Opinião, Psicologices

(D)eficiência: a eficiência diversificada

A palavra “Deficiência” está diretamente associada à existência de uma diferença nos indivíduos (e.g. diferente forma de se deslocar, de compreender, de comunicar,..), sendo que a essas “diferenças” atribuímos o nome “deficiência” salientado a “falta de eficiência” do indivíduo. 

De facto, não somos todos iguais e não funcionamos todos da mesma forma. Mas vivemos todos em sociedade, pelo que deveríamos conseguir incluir toda gente, colocando de parte as nossas atitudes e presunções “capacitistas”.  Este conceito, «Capacitismo», define a “presunção” de que a deficiência deverá ser “superada” ou “corrigida” pela própria pessoa com deficiência e seus familiares, de forma a promover uma adaptação do indivíduo à sociedade.

Mas se pararmos por uns instantes percebemos o quão descabido é este argumento: se a sociedade foi criada por indivíduos com diferentes formas de se deslocar, pensar, falar; porque insistimos que deverá ser o indivíduo a adaptar-se em vez de ser a “criação” a adaptar-se ao seu “criador”?  

Colocar a ênfase nas (in)capacidades das pessoas com deficiência permite que se se desvalorize a importância da construção de uma sociedade, efetivamente, inclusiva.

Urge construir esta sociedade inclusiva não só para beneficiar as pessoas com deficiência e os seus cuidadores, mas para acolher e incluir as pessoas, independentemente das suas capacidades físicas, cognitivas e sociais. ⁠A verdadeira inclusão surge através da aceitação, valorização e respeito para com as diferenças dos indivíduos e não na forçosa adaptação do indivíduo à sociedade.

Uma sociedade inclusiva é uma sociedade onde se respeita a diversidade na eficácia e eficiência de cada um. 

Andreia Moreira, Psicóloga

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Siga-nos nas redes sociais