por | 8 Dez, 2023 | Espaço Cidadania, Sociedade

Família de pilotos vencedores

A SAGA DE PEDRO (PAI), GUILHERME E TOMÁS (FILHOS)

Pai e filhos começaram no karting e revelaram-se pilotos vencedores. O pai, Miguel, conquistou o troféu de velocidade FEUP 1, em Fiat Uno, em 2010. O filho mais velho, Guilherme, de 18 anos, está a lutar pelo título no campeonato Carbon Neutral Cup, na classe Kia Picanto. O mais novo, Tomás, mostra-se também ele capaz de excelentes êxitos e no passado mês de novembro venceu o Troféu Mojo, em karting.

Começando pelo mais novo, Tomás Coelho Lemos, iniciou os karts, juntamente com o irmão Guilherme, em Abril de 2019 no Kartódromo de Baltar, “numa brincadeira do senhor Rodrigo, dono do kartódromo, que os desafiou”, afirma Pedro Lemos.

Foi nesse momento que o desporto motorizado regressou à família. Tomás teve o primeiro kart (da marca Birel), em Julho de 2019, na categoria Mini, do Campeonato Rotax e faz uma corrida em Outubro de 2019 na equipa do experiente Paulo Pita, de Viana do Castelo.

Em 2020, Tomás teve um novo kart (da marca Praga), e participou no campeonato, para aprendizagem e adaptação. Em Outubro de 2021 teve a primeira experiência internacional, com uma corrida em Espanha, no circuito de Zuera e em janeiro de 2022 mudou de kart e de categoria, passando a guiar um Kosmic, na classe Júnior da competição Rotax.

Nesse ano, já como júnior, manteve-se na mesma equipa e classe, e sagrou-se vice-campeão. Como prémio, participou no CMK (campeonato madrilenho de karting).

No ano de 2023, com novo kart Birel e a correr na equipa BirelArt, do Bombarral, participou na categoria Júnior da Rotax, que terminou em terceiro, a um ponto do vice campeonato e fez várias provas no CPKarting (campeonato português de karting), com vários lugares no pódio, numa e noutra competição.

Entretanto, em novembro deste ano ganhou a Taça Mojo, em Braga, conquista que deixa antever novos êxitos na carreira promissora deste jovem piloto.

O pai revelou ao jornal O Louzadense que “em 2024, o Tomás vai fazer o CPKarting na categoria X30, com a mesma equipa BirelArt”.

No que respeita ao Gui (como é conhecido) também, começou no karting e neste momento está na velocidade monomarca. Na penúltima corrida da Carbon Neutral Cup, na classe Kia Picanto, disputada no circuito do Estoril, o jovem piloto ficou no terceiro lugar do pódio, o que lhe garantiu o segundo lugar na classificação geral, antes da última prova, que se disputa nos dias 9 e 10 de Dezembro no circuito espanhol de Jerez de la Frontera. Para ser campeão, tem que vencer ou ficar à frente do seu adversário direto, Rafael Antunes.

Há quatro anos, Guilherme estreou-se com vitória numa corrida patrocinada pela DBC, numa organização de Maluco Beleza. Fez por merecer o primeiro kart (Wildkart) que serviu para se iniciar nessa atividade, em Julho de 2019.

Treinou todo o ano de 2019 e fez a primeira corrida de kart em outubro, na categoria Max da Rotax, como o irmão Tomás, na equipa Paulo Pita de Viana do Castelo.

Em janeiro de 2020 teve novo kart (Praga), com que fez o campeonato Rotax Max e em dezembro de 2020 trocou para um kart Parolin, que usou durante 2021.

Em 2022 passou para outra categoria (DD2) também da Rotax, onde foi vice campeão e foi chamado às finais mundiais da Rotax (RMC).

Nesse ano de 2022 também participou no CMK (campeonato madrilenho de karting), tendo feito a primeira corrida em Espanha em Zuera, em outubro de 2021.

Agora, em 2023 passou para os Kia Picanto, tendo feito a primeira corrida sem ter sequer carta de condução.

Por último, o patriarca da família. O bracarense Pedro Lemos, começou também ele no karting, há muitos anos, em Braga. “Quando fui morar para Lousada voltou o bichinho dos desportos motorizados”, exclama.

Revela que foi “desafiado por um lousadense, Joaquim Machado, com quem pratiquei na FEUP 1, campeonato de Fiat Uno, que venci no ano de 2010, tendo passado para a FEUP 2 (Fiat Punto) em 2012”.

No ano seguinte ainda fez uma corrida no circuito de Portimão, onde acabou em segundo lugar. Chegou, depois, a hora de “passar a pasta”, que parece estar bem entregue aos filhos.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Andreia Moreira

Clima e Saúde Mental: Um mundo doente

O clima está a sofrer as chamadas alterações climáticas sendo frequente a existência de fenómenos...

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Siga-nos nas redes sociais