por | 8 Dez, 2023 | Espaço Cidadania, Sociedade

Família de pilotos vencedores

A SAGA DE PEDRO (PAI), GUILHERME E TOMÁS (FILHOS)

Pai e filhos começaram no karting e revelaram-se pilotos vencedores. O pai, Miguel, conquistou o troféu de velocidade FEUP 1, em Fiat Uno, em 2010. O filho mais velho, Guilherme, de 18 anos, está a lutar pelo título no campeonato Carbon Neutral Cup, na classe Kia Picanto. O mais novo, Tomás, mostra-se também ele capaz de excelentes êxitos e no passado mês de novembro venceu o Troféu Mojo, em karting.

Começando pelo mais novo, Tomás Coelho Lemos, iniciou os karts, juntamente com o irmão Guilherme, em Abril de 2019 no Kartódromo de Baltar, “numa brincadeira do senhor Rodrigo, dono do kartódromo, que os desafiou”, afirma Pedro Lemos.

Foi nesse momento que o desporto motorizado regressou à família. Tomás teve o primeiro kart (da marca Birel), em Julho de 2019, na categoria Mini, do Campeonato Rotax e faz uma corrida em Outubro de 2019 na equipa do experiente Paulo Pita, de Viana do Castelo.

Em 2020, Tomás teve um novo kart (da marca Praga), e participou no campeonato, para aprendizagem e adaptação. Em Outubro de 2021 teve a primeira experiência internacional, com uma corrida em Espanha, no circuito de Zuera e em janeiro de 2022 mudou de kart e de categoria, passando a guiar um Kosmic, na classe Júnior da competição Rotax.

Nesse ano, já como júnior, manteve-se na mesma equipa e classe, e sagrou-se vice-campeão. Como prémio, participou no CMK (campeonato madrilenho de karting).

No ano de 2023, com novo kart Birel e a correr na equipa BirelArt, do Bombarral, participou na categoria Júnior da Rotax, que terminou em terceiro, a um ponto do vice campeonato e fez várias provas no CPKarting (campeonato português de karting), com vários lugares no pódio, numa e noutra competição.

Entretanto, em novembro deste ano ganhou a Taça Mojo, em Braga, conquista que deixa antever novos êxitos na carreira promissora deste jovem piloto.

O pai revelou ao jornal O Louzadense que “em 2024, o Tomás vai fazer o CPKarting na categoria X30, com a mesma equipa BirelArt”.

No que respeita ao Gui (como é conhecido) também, começou no karting e neste momento está na velocidade monomarca. Na penúltima corrida da Carbon Neutral Cup, na classe Kia Picanto, disputada no circuito do Estoril, o jovem piloto ficou no terceiro lugar do pódio, o que lhe garantiu o segundo lugar na classificação geral, antes da última prova, que se disputa nos dias 9 e 10 de Dezembro no circuito espanhol de Jerez de la Frontera. Para ser campeão, tem que vencer ou ficar à frente do seu adversário direto, Rafael Antunes.

Há quatro anos, Guilherme estreou-se com vitória numa corrida patrocinada pela DBC, numa organização de Maluco Beleza. Fez por merecer o primeiro kart (Wildkart) que serviu para se iniciar nessa atividade, em Julho de 2019.

Treinou todo o ano de 2019 e fez a primeira corrida de kart em outubro, na categoria Max da Rotax, como o irmão Tomás, na equipa Paulo Pita de Viana do Castelo.

Em janeiro de 2020 teve novo kart (Praga), com que fez o campeonato Rotax Max e em dezembro de 2020 trocou para um kart Parolin, que usou durante 2021.

Em 2022 passou para outra categoria (DD2) também da Rotax, onde foi vice campeão e foi chamado às finais mundiais da Rotax (RMC).

Nesse ano de 2022 também participou no CMK (campeonato madrilenho de karting), tendo feito a primeira corrida em Espanha em Zuera, em outubro de 2021.

Agora, em 2023 passou para os Kia Picanto, tendo feito a primeira corrida sem ter sequer carta de condução.

Por último, o patriarca da família. O bracarense Pedro Lemos, começou também ele no karting, há muitos anos, em Braga. “Quando fui morar para Lousada voltou o bichinho dos desportos motorizados”, exclama.

Revela que foi “desafiado por um lousadense, Joaquim Machado, com quem pratiquei na FEUP 1, campeonato de Fiat Uno, que venci no ano de 2010, tendo passado para a FEUP 2 (Fiat Punto) em 2012”.

No ano seguinte ainda fez uma corrida no circuito de Portimão, onde acabou em segundo lugar. Chegou, depois, a hora de “passar a pasta”, que parece estar bem entregue aos filhos.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Já começaram as movimentações para formar a Comissão de Festas

Romaria da Senhora Aparecida O artigo da anterior edição do nosso jornal, sobre a ausência de...

Editorial 115 | Silêncio

A 26 de fevereiro de 1954 nascia Mário Fernando Ribeiro Pacheco Fonseca, figura incontornável da...

Direção ameaça entregar chaves do clube se não houver acordo com autarquia

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE LOUSADA A ADL está em modo de «gestão a prazo», pois a atual Direção já...

Lousada recebeu entrega de prémios da AT Porto

Retomou-se, no passado dia 3 de Fevereiro, a habitual cerimónia de entrega de prémios da...

Peça de teatro promove a sensibilização e prevenção rodoviária nos mais novos

A nova edição da campanha de sensibilização, que transforma as crianças em agentes de segurança e...

Jantar-Comício do Partido CHEGA traz André Ventura a Lousada

O Presidente do Partido CHEGA, André Ventura, marcará presença no jantar oficial de campanha do...

Santuário de São Gonçalo de Lustosa

Lustosa é uma parcela do concelho de Louzada que gosto de percorrer e apreciar, mormente a...

Professor de artes é “artista de horas livres”

Joaquim Alexandre Ribeiro: A moldar lousadenses pela arte O professor Joaquim Alexandre Nunes...

Amanhã virás Sol, amanhã virás

ABRIL LOUZADENSE (IX) Um dos maiores vultos portugueses da luta contra a ditadura foi o...

O verdadeiro voto útil e a matemática do “Chega” para lá

Dúvidas ainda houvesse sobre a importância do projecto da Aliança Democrática (AD) e da...

Siga-nos nas redes sociais