por | 8 Jul, 2024 | Política, Sociedade

“Muito difícil” desanexar Lustosa e Barrosas (Santo Estêvão) a tempo das autárquicas de 2025

DOCUMENTO ESTAVA EM FALTA NO PROCESSO

A última dissolução da Assembleia da República (AR) e a interrupção dos respetivos grupos e comissões parlamentares, colocou um travão na análise aos pedidos de desanexação de freguesias portuguesas. A dificultar o processo está a imensa burocracia processual e decisória que envolve. Por outro lado, existe alguma incerteza sobre a continuidade da atual legislatura, o que empancaria tudo novamente. Assim, torna-se muito difícil a desanexação de freguesias a tempo das eleições autárquicas de Setembro ou Outubro do próximo ano.

Da centena e meia de pedidos que deram entrada nos últimos anos na AR para desanexação de freguesias, apenas 9 processos foram elaborados em conformidade. Mas, tal não significa a desanexação automática, pois a análise aos processos é a primeira de três fases para a efetivação da separação.

Os restantes cento e muitos processos enfermam de falhas. Foi o caso do único pedido emanado de Lousada, que diz respeito a Lustosa e Barrosas (Santo Estêvão), que querem separar-se. Entretanto o documento em falta já terá sido enviado.

A representante do PS de Santo Estêvão na Assembleia de Freguesia, Paula Santos, disse-nos: “Estou certa de que se o anterior governo se mantivesse, a desagregação era aprovada e feita em tempo útil das autárquicas. Com a queda do Governo e com este novo, espero que tenham vontade de resolver o assunto e aceitar a nossa proposta que obedece a tudo o que a lei diz. Esperemos que aqueles que nos obrigaram a unir a freguesia, não queiram ir contra a lei que existe e ignorar os nossos pedidos ou arranjar «areias na engrenagem» para não autorizarem a independência de Santo Estevão”.

Contactado pelo O Louzadense, o deputado Jorge Paulo Oliveira, representante do grupo parlamentar encarregue da tarefa de analisar os pedidos, disse que “os trabalhos de análise, que foram interrompidos pela queda da anterior legislatura estão a ser retomados, mas é sempre um processo muito moroso, nomeadamente por implicar contratação de pessoal especializado para apoio ao grupo de trabalho”.

Aquele deputado de Famalicão disse também que “se até 28 de Março do próximo ano não tiverem sido decretadas as desanexações, as freguesias terão que concorrer unidas às eleições autárquicas, que deverão ocorrer a 28 de setembro ou 5 de Outubro e a lei eleitoral diz que as freguesias concorrentes a sufrágio terão que estar constituídas seis meses antes do ato eleitoral”.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

A  memória e a literatura

Há uns tempos e a propósito de um Colóquio Internacional em que participei na Sorbonne, em Paris,...

“Fecharam-nos muitas portas, mas temos tudo controlado”

COMISSÃO DE FESTAS DO SENHOR DOS AFLITOS 2024 Em janeiro deste ano, Paulo Magalhães, Daniel Pires...

Cartaz de arromba nas festas de Lustosa

SÃO TIAGO É COMEMORADO DE 25 A 28 DESTE MÊS A comissão de festas de Lustosa é formada por mais de...

Festas Grandes em honra do Senhor dos Aflitos

A Vila já está iluminada lembrando as Festas Grandes, que têm um dos grandes momentos na...

Lousada no pódio europeu de árvores plantadas em Portugal

O Município de Lousada ocupa o primeiro lugar nacional, ao abrigo da iniciativa europeia da...

Votações para o OPJ até dia 8 de agosto

Até dia 8 de agosto estão em votação as 12 propostas apresentadas no âmbito do Orçamento...

Ações de sensibilização com a Liga Portuguesa Contra o Cancro

O Município de Lousada associou-se à Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte,...

NÍVEL ELEVADO NO SUPERCROSS EM LUSTOSA

As grandes emoções do Supercross estiveram em Lustosa (Lousada), numa noite memorável. A pista do...

Quarteto Metralha animam festas e romarias

LOUSADA TEM CADA VEZ MAIS GRUPOS DE BOMBOS Os bombos são uma tradição bem portuguesa e em Lousada...

Verónica Parente apresenta a exposição “Horizontes de Cores” no Cais Cultural de Caíde de Rei

O Cais Cultural de Caíde de Rei acolherá a exposição "Horizontes de Cores", da artista Verónica...

Siga-nos nas redes sociais