por | 11 Jun, 2019 | LivreMENTE, Opinião

Eleições, Liberdade e Cidadania!

A propósito das recentes Eleições para o Parlamento Europeu, muito se disse e mais se pensou sobre a “habitual” elevada percentagem de abstenção. Muito se dirá e mais se pensará sobre o mesmo assunto em eleições vindouras. Do que se disse e se dirá, há sempre alguém que acentua a questão da obrigatoriedade do exercício de voto como forma de combater os números da abstenção. Já li e ouvi essa defesa várias vezes… Para bem da democracia, espero que tal ideia nunca prevaleça. Bater-me-ia convictamente contra! Liberdade, acima de tudo!… Liberdade de ir votar, liberdade de não o querer fazer.

Como combater, então, tamanhos níveis de abstenção? Com cidadania! Um cidadão, aquele que tem consciência de que o é, nunca se demite de um ato eleitoral… Quer sempre exercer o seu direito de voto, vendo-o como um dever que exerce de forma livre e consciente. Um cidadão não cede aos pseudoargumentos que o levem a não ir votar. Expressões comuns – “são todos iguais” ou “nenhum presta” – são meras desculpas usadas por quem não quer ser cidadão, usadas pelos Pilatos que querem sacudir-se da responsabilidade de participar numa decisão que é de todos e para todos.
Acredito que a plena cidadania só lá vai com formação. É, portanto, necessário educar as gentes para a participação cívica, para serem cidadãos conscientes, esclarecidos, atentos e interventivos. Às autoridades e às organizações públicas e civis compete-lhes a iniciativa de se mobilizarem e proporcionarem oportunidades de educação para a cidadania. Aos indivíduos compete-lhes, livremente, a disponibilidade para participar, envolvendo-se na aprendizagem com vontade de serem mesmo cidadãos.
Há dias, participei nas XIII Jornadas Sociais de Lousada, cuja temática se alinhou com o Ano Nacional da Cooperação. Sabendo que tinha de escrever esta crónica e que tinha a ideia de abordar o tema enunciado, dei comigo a pensar que a cooperação poderá ser parte da solução na educação para a cidadania. Há um enorme manancial de experiências e saberes acumulados prontos a serem colocados à disposição da comunidade. Com vontade, confiança, solidariedade e espírito colaborativo é possível ser-se melhor cidadão… Haverá certamente muitos com desejo de colaborarem em projetos pró-cidadania. Não me parece utópica esta intenção. Exemplo dessa possibilidade foi a formação em ciência política recentemente promovida por uma associação da região, a Luminare Valle, em articulação com os municípios de Paços de Ferreira, Penafiel e Lousada. A colaboração institucional e individual resultou em momentos de profícua aprendizagem de forma a contribuir para uma população mais esclarecida e preparada para participar ativamente. Este é certamente um bom caminho…

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Siga-nos nas redes sociais