Associação dos Voluntários de Caíde de Rei

A Associação dos Voluntários de Caíde de Rei foi fundada a 20 de Julho de 1990, por um grupo de Caídenses, que consideravam importante criar uma estrutura que servisse a comunidade local no que se refere ao transporte de doentes. A sua fundação ficou também a dever-se aos grandes impulsionadores José cunha e António Cunha. Este último mantém-se ainda como Presidente da Assembleia desta instituição desde a fundação.
Desde a sua criação, a Associação assume um papel importante no seio da comunidade Lousadense, com o objetivo de ajudar a freguesia de Caíde de Rei e as freguesias vizinhas.

Sérgio Santos, de 43 anos, é o presidente desta Associação desde fevereiro de 2018. Reforçar os meios materiais e humanos existentes, de modo a oferecer as melhores condições possíveis aos doentes que transportam e aos colaboradores, tem sido o seu objetivo. Nesta curta entrevista, fala-nos do atual momento da associação e dos objetivos para o futuro.

Caraterize a Associação.

O atual momento da Associação poder-se-á dizer que é bom e recomenda-se. Estamos numa fase de reforço de meios e viaturas, para fazer face aos transportes de doentes que nos têm sido solicitados.

Temos um quartel, que foi modernizado e 2017, e um parque de viaturas com 5 viaturas operacionais e colaboradores especializados para responder às necessidades do dia a dia.

Quais os objetivos desta Direção?

A consolidação geral da Associação, tanto a nível financeiro como operacional, é a nossa prioridade.
Estamos numa fase de expansão, o que implica reforço em viaturas e contratação de colaboradores especializados.

Quais os principais serviços que presta aos cidadãos?

É muito importante sentir que os doentes confiam em nós, e o nosso dia a dia é sempre ajudar, dentro das nossas possibilidades. Nós prestamos serviços para de transporte para clínicas, hemodialise, hospitais, centros de saúde, juntas médicas, domicílios, transferências intra-hospitalares, lares, unidades de cuidados continuados, etc.

Sente o Apoio da comunidade local e das entidades publicas e privadas?
A comunidade local tem-nos ajudado muito naquilo que pode, como é o caso das quotas dos associados, mas sem dúvida que o maior apoio tem sido das entidades públicas e privadas, que demonstram grande confiança nos nossos serviços, e daí resulta um claro aumento dos transportes.

Qual a razão de não transportarem doentes urgentes?

Neste momento o transporte de doentes urgentes realiza-se na dependência direta do CODU, do INEM, por isso, o transporte de doentes urgentes só pode ser efetuado por entidades com quem o INEM celebrou o acordo específico para o efeito. Acordos esses que foram feitos só com as entidades de Bombeiros e Cruz Vermelha portuguesa.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Tanto talento e humildade numa pessoa só

JOÃO DA MOTA TEIXEIRA Este cristelense de 78 anos tem tanto de discreto e humilde como de talento...

Estradas esburacadas 

ACONTECE UM POUCO POR TODO O CONCELHO As chuvas intensas que caíram neste inverno contribuíram...

“O Julgamento do Natal”

Nos dias 22 e 23 de março, a Nova Oficina de Teatro e Coral de Lousada, para finalizar o Dia do...

COPAGRI CONTINUA COM LITÍGIO INTERNO

“Arrumar a casa” para investir no supermercado, mas anterior direção insiste com ação judicial Por...

Adriano Rafael Moreira é o novo Secretário de Estado do Trabalho

TERCEIRO LOUSADENSE NUM GOVERNO CONSTITUCIONAL A tomada de posse de Adriano Rafael Moreira,...

Editorial 118 | Um lousadense no Governo de Portugal

Não é todos os dias que temos um lousadense no Governo de Portugal, sendo, por isso, motivo de...

~ in memoriam ~

Armando José Gonçalves da Costa (1946 – 2024) Faleceu a 26 de Março o estimado dono do Mini...

Lousada recebe o Mega Sprinter

Lousada recebe, nos dias 19 e 20 de abril, o XVIII Mega Sprinter. A atividade envolve 25 comitivas...

Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa

Lousada recebe o III Seminário da Unidas — Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega...

Noites da Juventude apresentam We Are

O segundo evento no âmbito das Noites da Juventude realiza-se dia 12 de abril. A partir das 22h00,...

Siga-nos nas redes sociais