Presidente da Junta de Lustosa e Santo Estêvão quer ver aterro sanitário fora de Lustosa

O aterro sanitário de Lustosa tem sido contestado pelo do presidente da União de Freguesias de Lustosa e Santo Estêvão, Armando Silva, por ter sido já ultrapassada a data limite prevista para o seu encerramento.

O autarca considera que Lustosa é “muito prejudicada”, ainda mais se considerarmos aquelas que são apontadas como debilidades na recolha do lixo: “As entidades responsáveis pela colocação de contentores, e até pela recolha do lixo, têm desvalorizado isso. Precisamos de mais contentores e uma melhor recolha. É inadmissível que todas as segundas-feiras a freguesia seja uma lixeira. É prejudicada no serviço prestado na recolha de resíduos”, refere o autarca.

Para Armando Silva, o aterro já deveria estar fechado. O presidente acusa ainda a Ambisousa de estar a dar a ideia de que vai dar outra vida ao aterro com a inauguração da estação de tratamento. “Mas, na verdade, esta secção tem a ver com a recolha de plástico e cartão. Os resíduos continuam a ser descarregados a céu aberto, sendo espalhados pelo monte, que fica cada vez mais alto”, esclarece. “Tenho verificado todos os sábados a vinda de centenas de camiões que descarregam muitas toneladas por mês”, acrescenta.

Segundo as informações de que dispõe, Armando Silva acredita que o aterro se irá prolongar por mais três anos, situação que lhe desagrada. Por isso, diz que brevemente irá convidar a população “para ver no local o perigo que representa para freguesia”. “Se agora temos lá uma bomba, durante estes três anos, vamos ter muitos mais problemas para Lustosa, como para as outras freguesias, como Sousela e não só”, sustenta.
Apesar de a população ter mantido a calma, exige respostas por parte das entidades, segundo o presidente.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Um pioneiro da comunicação regional

Rafael Telmo da Silva Ferreira, professor e diretor da Valsousa TV Em setembro faz 25 anos que...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XII | Capela II A capela podia ser levantada por forma a dar seguimento à fachada da...

Siga-nos nas redes sociais