por | 19 Abr, 2020 | Opinião

Coronavírus: Passear a Pássara não vale

Por pensamentos perdidos, conjugam-se as palavras, em demasia até, para tentarmos perceber o porquê de TUDO isto nos estar a acontecer. De nada nos serve. Ao invés desses pensamentos, que nos levam a lado nenhum, conjuguemos as palavras para pensar como podemos e devemos ficar em casa, para não fazermos da nossa pássara o nosso cão e evitar andar passeá-la pelas ruas que não são próximas à nossa habitação.

Aproveitem esta quarentena para fazer o que já não faziam há muito tempo ou o que nunca iriam fazer em circunstâncias normais: ler uns bons livros, ouvir e descobrir boa música (deixemos de lado aquela música obscena e sexista, que tantas vezes são cantadas pelas nossas doces, e agora irritantes crianças… coitados dos respetivos pais, que não sabem mais o que fazer para as manter ocupadas, já que a Melatolina da Apple deixou de resultar), limpem finalmente a parte de cima dos armários, denunciem que sofrem, ou que conhecem casos de violência doméstica ou de abusos sexuais, vejam vários e diferentes filme, é que não é por nada, mas passar estes dias na companhia constante de um Kevin Spacey, não deve ser nada fácil, ele até é bom ator e até nos trata bem com o seu talento, mas sei lá…

Porém, caríssimos leitores, não nos podemos deixar cair em tentação e ficarmos tão ocupados, que nos possamos esquecer do maior vírus de todos: Ignorância Vírus, que provoca a doença Burrice-20.

Ao contrário da Covid-19, que nos corrói os tecidos pulmonares, tendo como sintomas a febre, tosse seca, fadiga e falta de ar, e como consequência a falência de alguns órgãos vitais, e em alguns casos, ir desta para melhor – no fundo uma gripe normal, um resfriado, né Boissonaro? – esta Burrice-20 destrói por completo a massa cinzenta, a mesma que se desliga quando o ser humano recebe convites para concertos, teatros, ida às urnas e outros eventos de extrema insignificância, e tem como sintomas, por exemplo, a indignação com o facto de não se poder correr nos parques públicos e dar umas lambidelas nos postes, uns beijos na boca do asfalto e tirar umas selfies giras para as partilhar no Instagram, com frases tão originais como “NO PAIN, NO GAIN”. As consequências são muitas e terríveis, vou só deixar um exemplo já muito falado e noticiado: esta doença pode levar-nos inconscientemente para as marginais da Póvoa bater chinelo, imaginem… que horror!

Por isto e muito mais, devemos ficar muito atentos a este vírus, não só a curto prazo, enquanto esta quarentena perdura, também não só a longo prazo, para que caso este tipo de Estado de Emergência volte a acontecer, não se repitam as corridas ao papel higiénico, como se este fosse uma saca de 1€ de pães com chouriço da Padaria Central, a um sábado à tarde de ressaca, daquelas sextas que acabam no Praça, mas principalmente a médio prazo (e vamos todos torcer que seja mesmo o médio prazo, e fazer por isso) pata que o regresso seja feito para que a Natureza respire como tem vindo a respirar nestes últimos dias; que os gestos de solidariedade, respeito e ética se mantenham e se multipliquem, para que a economia renasça melhor do que nunca e para todos (tal como o sol que não escolhe para quem brilha e nem vai fugir… ao contrário do que pensou aquela menina, que mais ou menos no início disto tudo, decidiu ignorar as recomendações e foi para a praia aproveitar esta estrela central do nosso sistema solar, porque não sabia quando é que iria voltar a estar um sol assim, como se vivêssemos nas terras de Boris Johnson, esse doente. nos vários sentidos da palavra… enfim, mas vamos perdoá-la, até porque poderia estar com as hormonas aos saltos, pela sua gravidez… (pausa!) txiiii… pois o problema também é este, o Ignorância Vírus passa muito de geração em geração e até ver o Estado de Emergência não tem restrições quanto à continuidade de uma ou outra linhagem… se bem que…); e por último que regressemos a acatar com futuras recomendações, para sabermos estar neste nosso e novíssimo futuro, a quem ingenuamente vamos chamando de Normalidade.

Tudo isto sempre com as mãos muito bem lavadas… e já agora com os dentes também… e com uso frequente do desodorizante… e se não for pedir muito, a usar os piscas, isso é que era, nas rotundas então, seria orgásmico.

Encaremos esta batalha como o nosso embaixador da força lusitana, o filho de todas as mães, o Cristiano Ronaldo, que sempre lutou para conquistar os seus sonhos e daqueles que os rodeiam sem pensar duas vezes, basta olhar para a discografia da Katia Aveiro para perceber que ele pode fazer tudo sem pensar uma única vez… mas enfim, vamos encarar isto à CR7, fazer este último esforço, para em breve voltarmos a correr uma vaquinha de fogo, em 2021 claro!
Bora! Afinal de contas: NO PAIN NO GAIN!

Texto e ilustração por Antónimo Coberto

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Autores foram às escolas oferecer livros do Plano Municipal de Leitura

No seguimento das VIII Jornadas da Rede de Bibliotecas de Lousada, que decorreram nos dias 17 e 18...

Natal Associativo a partir de quinta-feira

A época de Lousada Vila Natal já começou, com iluminação das ruas e abertura da Pista de Gelo. O...

Inauguração da exposição “Unidos Venceremos!” com Pacheco Pereira

No âmbito das comemorações dos 50 Anos do 25 de Abril, foi inaugurada, no dia 24 de novembro, a...

Lousada tem 4.3 milhões para construir e requalificar Centros de Saúde

O Dr. Nelson Oliveira, Vereador da Saúde da Câmara Municipal de Lousada anunciou hoje, na reunião...

Escola: um espelho do Antigo Regime

ABRIL LOUZADENSE (IV) O ensino escolar tinha como regra sagrada “obedecer, obedecer, obedecer”....

Grande polo de formação desportiva

ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E DESPORTIVA DE ROMARIZ Fundada em 1977, a Associação Recreativa e...

Mentes Brilhantes para abordar Cibersegurança

No dia 30 de novembro, quinta-feira, realiza-se uma nova edição de Mentes Brilhantes com o tema...

População pressiona Câmara para reabrir avenida Sr. dos Aflitos ao trânsito

PROBLEMAS DA CIRCULAÇÃO AUTOMÓVEL EM LOUSADA São várias as reclamações e sugestões que se colhem...

Nunca é tarde para realizar sonhos e concretizar projetos

JOSÉ FERREIRA NETO O “bichinho” da pintura esteve quase sempre presente na intensa vida artística...

Cecília Mendonça é uma super atleta

COMEÇOU NA PATINAGEM E ESTÁ NO TRIATLO Mãe de dois filhos, Francisco (5 anos) e Duarte (3 anos),...

Siga-nos nas redes sociais