por | 12 Mai, 2020 | Cultura, Opinião

Os Criadores e a Obra

Os criadores de espaços e as suas obras o necessário elogia à arquitetura, mais do que nunca devem ser lembrados. Nesta fase especial onde o espaço assume um diferente lugar, onde ficar em casa nos obriga a sentir vivendo o espaço de forma diferente, onde projetamos a vontade de passear em agradáveis espaços, quando viajamos em sonhos, para depois viajarmos na realidade, por cidades e lugares mágicos, lembremo-nos dos seus desenhadores …

Os criadores de lugares, são desenhadores de obras a serem vivenciadas, a edificarem “pedras” que transpiram sensações, é assim que penso nos arquitetos … esta nobre profissão, nestes artistas …

Evoco assim, os que criaram a obra – Centro de Interpretação do Românico -, o edifício que representa na sua plenitude o Românico, a sua Rota e o seu território. Quando lançamos o desafio aos, então jovens, arquitetos Henrique Marques e Rui Dinis, sabíamos que seria um desafio, pois fomos exigentes. Primeira premissa; desenhar uma escultura arquitetónica que falasse de românico por todos os poros, segunda; que fosse património, hoje e no futuro; terceira; que fosse um espaço desenhado fruivel, quarta; … quinta; … ; que fosse espelho de humanidade … criaram a obra os spaceworkers.

Em poucos dias o Centro de Interpretação do Românico foi distinguido com dois importantes prémios de arquitetura. Recebemos todos, depois a partir do momento que o Centro de Interpretação do Românico foi edificado e integrou a real paisagem cultural do território, passou a ser de todos … O Centro de Interpretação do Românico, situado em Lousada, com a medalha de Ouro, venceu o A’ Design Award & Competition 2020, na categoria Arquitetura, construção e design de estruturas, o maior e mais influente prémio de design do mundo. Um enorme orgulho …

Como Italo Calvino nos escreve n’As Cidades Invisíveis, “O homem que viaja e não conhece ainda a cidade que o espera ao longo do caminho, pergunta-se como será o palácio real, o quartel, o moinho, o teatro, [o Centro de Interpretação do Românico]. Em todas as cidades (…) cada um dos edifícios é diferente e disposto segundo uma diferente ordem”, pois assim é a obra que os trabalhadores de espaços criaram, ÚNICA.
https://www.rotadoromanico.pt/pt/
https://competition.adesignaward.com/design.php?ID=90750

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Andreia Moreira

Clima e Saúde Mental: Um mundo doente

O clima está a sofrer as chamadas alterações climáticas sendo frequente a existência de fenómenos...

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Siga-nos nas redes sociais