Quim Bento está há 28 anos em Boston (EUA): “Já é tempo de planear o regresso a Lousada”

Natural do lugar de Bento, na freguesia de Nevogilde, Joaquim Silva Ferreira, é conhecido por Quim Bento, por causa da sua naturalidade. Pouco depois de casar com Maria Inês Pacheco Moreira, de Sousela, emigrou para os Estados Unidos, onde vivem há 28 anos. Diz que a partir de Setembro vai começar a tomar medidas para regressar definitivamente pois além das saudades que sente da sua terra de origem, este lousadense confessa que está cansado da vida agitada nos Estados Unidos. Entre as principais saudades está a celebração da Páscoa, que tentam viver naquela país de forma idêntica ao que se faz em Portugal, “mas não é a mesma coisa, porque nos Estados Unidos não se dá a mesma importância à Páscoa que se dá ao Natal”, afirma o entrevistado de hoje da secção Louzadenses Lá Fora.

O Louzadense – Como é viver a Páscoa nos Estados Unidos?

Quim Bento – A Páscoa aqui na América é diferente. Passamos a Páscoa cá, em Boston, no Estado do Massachusetts, como fizemos nos últimos 28 anos. Costumamos manter a tradição de ir à igreja portuguesa beijar a cruz, depois juntamos a família num almoço que dura o resto do dia. Os Americanos não dão a mesma importância à Páscoa que dão ao Natal, por exemplo.

O Louzadense – Quando foi a última vez que passou a Páscoa em Portugal?

Quim Bento – A última vez que passei a Páscoa em Portugal foi em 1993.Eu vivia em Nevogilde, antes de vir para América, e passava a Páscoa de manhã em casa dos meus pais, em Beire, e de tarde passava em casa dos meu sogros, em Sousela.

O Louzadense – Quais são as suas principais recordações da Páscoa em Portugal?

Quim Bento – Tenho memórias da Páscoa desde da limpeza nos caminhos por onde passava o compasso, até recolher flores e verdes para assear os caminhos e entradas das casas, confesso que sempre gostei da Páscoa em Portugal, aqui mantenho alguma tradição, até porque não deixa de ser um dia especial,

O Louzadense – Além da Páscoa, de que outras saudades sente?

Quim Bento – Sinto saudades de coisas simples como o ar fresco, o cheiro dos eucaliptos, sinto saudades do convívio nas feiras e festas, do ambiente dos cafés e restaurantes, que são mais saudáveis que aqui. Sinto Saudades da Festa da Agrival e o São Bartolomeu, da Festa Grande de Lousada e da festa da Senhora da Ajuda, por exemplo.

O Louzadense – O regresso de vez a Portugal é para quando?

Quim Bento – Vou começar a pensar nisso a partir de Setembro. Começa a ser tempo de fazer planos para voltar para Lousada.

O Louzadense – Acha que se vai adaptar bem a um estilo de vida muito diferente?

Quim Bento – Eu vou todos os anos a Lousada, tenho residência aí e vai ser fácil porque já estou um pouco enjoado de viver no meio desta confusão. Além disso, fiquei um pouco desapontado com a derrota de Donald Trump. Agora, a maioria que votou nestes políticos que estão no poder também está triste.

O Louzadense – Os seus filhos também regressam ou vão ficar nos EUA? 

Quim Bento – Penso que vão ficar. Eles já são independentes, têm os seus empregos e estão muito bem enraizados e sentem-se felizes aqui.

O Louzadense – Tem planos para vir a Portugal no Verão?

Quim Bento – Sim, como habitualmente. Mas infelizmente não vou à Festa Grande, de que tanto gosto. Vou a Portugal só em Agosto porque tenho aqui um concerto do Elton John, no dia 28 de julho. É uma oferta dos meus filhos. Mas não vou faltar às festas da Nossa Senhora da Ajuda, em Nevogilde, a minha terra.

O Louzadense – Em Boston como está a pandemia? 

Quim Bento – Por aqui está calmo, muito melhor que há um ano. Nota-se por todo o lado que a vida das pessoas está a voltar ao normal.

O Louzadense – E os Boston Celtics este ano? Acha que têm hipótese de ganhar o campeonato (de basquetebol) da NBA?

Quim Bento – Vou ser sincero, gostava de basquetebol e da equipa de Boston, mas depois de ver equipas e a organização da NBA a envolver-se nas eleições fiquei muito descontente e agora não ligo muito a esse desporto.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Portistas comentam eleições no FC do Porto

MAIORIA DEFENDE MUDANÇAS Nem só os partidos políticos estão em campanha eleitoral. Também o...

Bombos femininos crescem em Lousada

AS “BOMBÁSTICAS DE AVELEDA” No final do desfile do Carnaval de Lousada, todas aprumadas na...

“Câmara recusou sistema de rega inovador” (DR)

Ao abrigo do disposto nos artigos 24.º e 25.º da Lei da Imprensa, aprovada pela Lei n.º 2/99, de...

70.º aniversário do nascimento de um Grande Louzadense

MÁRIO FERNANDO RIBEIRO PACHECO FONSECA (1954-2012) «Gosto tanto de Lousada, que nela gosto de tudo...

Skaters queixam-se de perseguição da polícia Municipal para deixarem a “mítica” Praça do Bispo

FAMA DO LOCAL ONDE NASCEU O SKATE LOUSADENSE JÁ CHEGOU AO ESTRANGEIRO O fenómeno do skate...

Já começaram as movimentações para formar a Comissão de Festas

Romaria da Senhora Aparecida O artigo da anterior edição do nosso jornal, sobre a ausência de...

Editorial 115 | Silêncio

A 26 de fevereiro de 1954 nascia Mário Fernando Ribeiro Pacheco Fonseca, figura incontornável da...

Direção ameaça entregar chaves do clube se não houver acordo com autarquia

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE LOUSADA A ADL está em modo de «gestão a prazo», pois a atual Direção já...

Lousada recebeu entrega de prémios da AT Porto

Retomou-se, no passado dia 3 de Fevereiro, a habitual cerimónia de entrega de prémios da...

Peça de teatro promove a sensibilização e prevenção rodoviária nos mais novos

A nova edição da campanha de sensibilização, que transforma as crianças em agentes de segurança e...

Siga-nos nas redes sociais