Casa de Pereiró

Fica situada a poucos quilómetros do centro da Vila de Lousada. Encontra-se perto da estrada nacional Lousada-Penafiel, no lugar que lhe dá o nome. Entra-se à direita, por uma alameda de tílias, em terra batida. Após poucos metros percorridos deparámos com a fachada principal da casa de Pereiró.

Fonte: Suplemento de Ambiente, C. M. L.  – Acesso à Casa de Pereiró: Alameda de tílias (plantadas finais século XIX, aquando da construção da EN320).

De 1746 até ao final do século XIX, foram proprietários desta residência, Manuel Pinto Ribeiro, Constantino Ribeiro de Sousa, António Elisiário Ribeiro de Sousa Pinto e Manuel Elisiário Ribeiro Peixoto. Ainda que em momentos diferentes, mas no mesmo decénio, usufruiu esta casa o privilégio de ter homens que detiveram nas suas mãos os destinos deste concelho. Foram eles: o Dr. José Camilo Alves Teixeira de Carvalho e o Dr. Manuel Elisiário Ribeiro Peixoto, que exerceram o cargo de presidente da Câmara Municipal de Lousada – o primeiro de 1893 a 1895 e o segundo em 1898, sucedendo-lhe José Elisiário Teixeira Pereira Lopes.

É uma antiga casa de lavoura, objeto de vários acrescentos ao longo dos anos, como comprovam as várias datas inscritas nas suas fachadas. A Norte, numa pedra, a seguinte inscrição: 1756; e a Este, no lintel do alpendre: 1817. A última grande alteração terá sido em 1999. Neste último restauro só não foram remexidas as salas da casa principal e do andar nobre, mas as antigas lojas e tulhas, celeiros e cortes, que correspondem às fachadas Oeste, Norte e Este foram totalmente restauradas e transformadas em áreas de lazer ou reaproveitadas para outro tipo de funções de ordem doméstica; a fachada Oeste, que já era uma zona residencial, com quartos e cozinha, foi melhorada, tornando-se mais funcional.

Uma imagem com árvore, edifício, casa
Descrição gerada automaticamente

Capela de S. José, Casa de Pereiró.

O corpo principal da zona residencial não foi alterado no que diz respeito ao seu interior, mas o seu exterior foi restaurado. Na fachada Este, um elemento arquitetónico foi inserido: a capela de S. José, datada de 2002.1

Tipologicamente é uma casa de pátio interior,2 com capela adossada no topo direito da fachada Este. Na fachada principal, virada a Este, no torreão, à esquerda, existe uma portada moldurada, e no primeiro andar, uma janela de sacada, ambas com lintel curvilíneo, e fecho ao centro. O corpo central, patenteia duas portadas e à esquerda de cada uma, duas janelas de peitoril molduradas, todas com lintel curvilíneo; no topo desta fachada, à direita, mantendo simetria e equilíbrio, a capela de S. José.3

Aqui, uma portada com lintel curvilíneo e fecho ao centro, rasga a fachada principal, e à direita, existe uma pequena abertura retangular, moldurada e gradeada. Sobrelevando a porta, no tímpano, uma edícula moldurada, com a imagem de S. José; coroando o frontão, um campanário, encimado por uma cruz latina. As pilastras são sobrepujadas por pináculos piramidais. 

  Casa de Pereiró – 2005          

                                                                                   

A fachada Norte é rusticada, e apresenta duas portas, sendo uma delas de cocheira, com acesso ao interior do pátio interior. Na fachada Oeste, no andar térreo, vêem-se seis janelas de peitoril, gradeadas, e três chaminés5 coroam o telhado. O rés-do-chão, mostra ainda uma escadaria de um só lanço e uma portada, no primeiro andar, ostenta uma janela de sacada com lintel curvilíneo, com chave. O rés-do-chão da fachada Sul é rusticado e exibe uma portada e uma janela gradeada, enquanto o primeiro andar, patenteia sete janelas de peitoril com lintel curvilíneo e fecho. No segundo andar ostenta seis janelas de peitoril igualmente molduradas, com lintel curvilíneo e fecho.  

________________________________

1 – Datas confirmadas pela Senhora da casa de Pereiró.                                                                                                                                                                                                                                                     

2 – Em 2002, uma tulha – local onde se guardavam os cereais – foi transformada em local de culto.

3 – Ver vol. II, p. 126, 166 e 189.

4 – A imagem de S. José foi esculpida em granito

5 – Em 1950 só existia uma chaminé, a maior, como se pode verificar nas fotografias.

Obras consultadas e seus autores:

– LOPES, Eduardo Teixeira Lopes – A Minha Avó Margarida.

– Presidentes da Câmara Municipal de Lousada Desde 1838 até 1900.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Conseguir um espaço próprio é objetivo

ACADEMIA DE GINÁSTICA DE LOUSADA A ginástica em Lousada tem na professora Paula Oliveira uma...

Tanto talento e humildade numa pessoa só

JOÃO DA MOTA TEIXEIRA Este cristelense de 78 anos tem tanto de discreto e humilde como de talento...

Estradas esburacadas 

ACONTECE UM POUCO POR TODO O CONCELHO As chuvas intensas que caíram neste inverno contribuíram...

“O Julgamento do Natal”

Nos dias 22 e 23 de março, a Nova Oficina de Teatro e Coral de Lousada, para finalizar o Dia do...

COPAGRI CONTINUA COM LITÍGIO INTERNO

“Arrumar a casa” para investir no supermercado, mas anterior direção insiste com ação judicial Por...

Adriano Rafael Moreira é o novo Secretário de Estado do Trabalho

TERCEIRO LOUSADENSE NUM GOVERNO CONSTITUCIONAL A tomada de posse de Adriano Rafael Moreira,...

Editorial 118 | Um lousadense no Governo de Portugal

Não é todos os dias que temos um lousadense no Governo de Portugal, sendo, por isso, motivo de...

~ in memoriam ~

Armando José Gonçalves da Costa (1946 – 2024) Faleceu a 26 de Março o estimado dono do Mini...

Lousada recebe o Mega Sprinter

Lousada recebe, nos dias 19 e 20 de abril, o XVIII Mega Sprinter. A atividade envolve 25 comitivas...

Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa

Lousada recebe o III Seminário da Unidas — Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega...

Siga-nos nas redes sociais