por | 22 Fev, 2023 | Opinião, Psicologices

Vício do Telemóvel

Caro/a leitor/a,

O primeiro telemóvel surgiu há quase 50 anos, pesava mais de um quilo e custava o equivalente a 3 750 euros. Desde então temos assistido a uma total revolução tecnológica do telemóvel, servindo para chamadas e mensagens telefónicas como para tirar fotografias, publicar conteúdo nas redes sociais, conferir o saldo bancário, fazer pagamentos, promovendo uma maior dependência dos dispositivos. 

O telemóvel é hoje considerado uma extensão da própria pessoa, ao ponto de nos sentirmos mais ansiosos ou irrequietos na ausência do aparelho.

Biologicamente a utilização do telemóvel ativa a estrutura do cérebro que recebe toda a atividade prazerosa, o estímulo derivado do uso excessivo do telemóvel é considerado semelhante à atuação de drogas ilícitas, causando assim a adição. 

Para além da adição, existem estudos que comprovam a existência da «nomofobia» – uma patologia associada ao desconforto ou ansiedade devido à ausência ou indisponibilidade de interagir com um telemóvel, computador pessoal. 

Com o objetivo de o ajudar a implementar uma utilização saudável do telemóvel, apresento as seguintes dicas:

  • Reduza, ao essencial, o tempo que utiliza o telemóvel, de forma a proteger a sua visão e postura corporal;
  • Sempre que possível opte por uma comunicação cara-a-cara;
  • Substitua a utilização do telemóvel por uma leitura ou meditação, sobretudo nos momentos antecedentes a ir dormir, pois promove uma sensação de maior relaxamento.
  • Restrinja os horários de utilização das tecnologias. 

Se está a passar por um momento de maior dependência, não se iniba de verbalizar isso mesmo. Acolha este sofrimento. Procure ajuda.

Andreia Moreira, Psicóloga

1 Comment

  1. Sousa

    Excelente artigo!
    Lamento que as dicas não tenham subscritores…a dependência é atroz e assustadora.
    Sinais dos tempos.

    Reply

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Editorial 125 | O Gestor de Redes Sociais

Numa terra longínqua onde os emojis governam e os likes são moedas de troca, vive o temido Gestor...

LOUSADA RECEBE MAIOR FESTIVAL DE DRIFT DO PAÍS

O Eurocircuito da Costilha em Lousada será palco no final do mês da 11ª edição do Encontro...

Xadrez do Lousada Voleibol Clube com excelentes resultados no fim de semana

Esteban Dario Caro, xadrezista da secção de xadrez do Lousada Voleibol Clube venceu o VII Torneio...

Oficinoscópio assinala 10 anos de cinema de animação

No dia 10 de julho foi apresentado o livro Oficinoscópio, relativo aos 10 anos de Oficinas de...

AUTOR VISITA ALDAF E PROMOVE MOMENTO DE CULTURA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM LOUSADA

No passado dia 13 de junho a Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares...

Desvendando os Traços Antissociais

Os traços antissociais são confundidos por vários sintomas na linguagem coloquial, assim irei...

”Faz falta uma feira do livro”

GONÇALO SANTOS, ESCRITOR Chama-se Gonçalo Teles dos Santos, tem 44 anos, é natural de Sousela e...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XVI | Elementos Decorativos II Os elementos decorativos, concebidos quase sempre em...

O discreto gigante da democracia lousadense

E DEPOIS D'ABRIL? [3] Lousada teve muitas pessoas de proa que embora sendo contra o regime...

Fim de Semana Cultural “Alma Magnetense” está de regresso

A Junta de Freguesia de Meinedo anuncia o regresso do Fim de Semana Cultural "Alma Magnetense",...

Siga-nos nas redes sociais