por | 16 Mar, 2023 | Editorial, Editorial

Editorial da edição 93º de 16 de março de 2023

Primavera

Estamos a dias do equinócio da primavera. Época de renovação, esperança e crescimento. De perfumes florais e muitas cores. De equilíbrio e contemplação. Se há época do ano que mais nos remete para a atenção ao meio ambiente, creio ser a época que se avizinha. Nesta edição abordamos o tema do ambiente através de dois artigos: a importância da poda das árvores de fruto e de jardim; e a problemática dos aterros sanitários do nosso concelho. Temos ainda uma chamada de atenção para a preservação e necessidade de informação sobre a potabilidade da água disponível nos fontanários públicos. 

Exportação de talentos

O futuro é moldado pelas escolhas que fazemos no presente, principalmente ao nível da formação. Que o digam a Flávia Sousa, nossa entrevistada principal desta edição, e o José Luís Teixeira, nosso louzadense lá fora. Flávia Sousa, de 33 anos, é uma cientista em clara ascensão académica e profissional. José Luís Teixeira, de 25 anos, é consultor fiscal numa multinacional. Ambos, trabalham e residem fora de Portugal, mas conservam no “coração” a sua Lousada. 

Passado. Presente. Futuro.

Nesta edição divulgamos mais uma Casa Nobre Louzadense; inauguramos a rúbrica sobre a Toponímia Louzadense; e refletimos o presente através de dois artigos em destaque: o vício do jogo e a problemática da pobreza escondida e envergonhada. Bastam estes dois artigos para refletirmos que futuro nos espera? Incerto e imprevisível, é certo, mas já com uma grande dose de orientação. Acresce ainda a evolução tecnológica, cada vez mais o principal motor regulador na forma como vivemos, trabalhamos e comunicamos. A inteligência artificial está aí e com ela muitas novidades a caminho. A ler o artigo sobre a nova tecnologia ChatGPT. 

Mas, que futuro?

Cada um de nós pode fazer escolhas que influenciem positivamente o futuro, tais como agir de forma sustentável e responsável, apoiar a igualdade e a justiça social, investir na formação e educação, trabalhar em colaboração. Uma comunidade rica é aquela que sabe somar felicidade social no bem-estar individual. Fenómenos de pobreza, solidão, isolamento, vícios e adições, não são, claramente, condição de qualidade de vida de e em qualquer sociedade. Todo o contributo pode fazer a diferença no futuro da nossa comunidade.

Espero que este prelúdio o incentive a ler esta edição d’ O Louzadense. O seu jornal local!

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

A  memória e a literatura

Há uns tempos e a propósito de um Colóquio Internacional em que participei na Sorbonne, em Paris,...

“Fecharam-nos muitas portas, mas temos tudo controlado”

COMISSÃO DE FESTAS DO SENHOR DOS AFLITOS 2024 Em janeiro deste ano, Paulo Magalhães, Daniel Pires...

Cartaz de arromba nas festas de Lustosa

SÃO TIAGO É COMEMORADO DE 25 A 28 DESTE MÊS A comissão de festas de Lustosa é formada por mais de...

Festas Grandes em honra do Senhor dos Aflitos

A Vila já está iluminada lembrando as Festas Grandes, que têm um dos grandes momentos na...

Lousada no pódio europeu de árvores plantadas em Portugal

O Município de Lousada ocupa o primeiro lugar nacional, ao abrigo da iniciativa europeia da...

Votações para o OPJ até dia 8 de agosto

Até dia 8 de agosto estão em votação as 12 propostas apresentadas no âmbito do Orçamento...

Ações de sensibilização com a Liga Portuguesa Contra o Cancro

O Município de Lousada associou-se à Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte,...

NÍVEL ELEVADO NO SUPERCROSS EM LUSTOSA

As grandes emoções do Supercross estiveram em Lustosa (Lousada), numa noite memorável. A pista do...

Quarteto Metralha animam festas e romarias

LOUSADA TEM CADA VEZ MAIS GRUPOS DE BOMBOS Os bombos são uma tradição bem portuguesa e em Lousada...

Verónica Parente apresenta a exposição “Horizontes de Cores” no Cais Cultural de Caíde de Rei

O Cais Cultural de Caíde de Rei acolherá a exposição "Horizontes de Cores", da artista Verónica...

Siga-nos nas redes sociais