por | 20 Jul, 2023 | Desporto

Pedro Marques: A Consciência e o Foco num Piloto

Pedro Miguel Machado Marques, de 28 anos, concedeu uma entrevista onde abordou todo o seu percurso no desporto automóvel. Desde pequeno, acompanhou o seu progenitor nas idas ao Eurocircuito de Lousada e o gosto fomentou-se. Há 4 anos atrás decidiu experimentar e, desde então, não se vê noutro desporto. Conheça mais sobre este recente piloto que se encontra no pódio do Campeonato Nacional de Kartcross. 

Desde criança acompanhei as corridas realizadas no Eurocircuito de Lousada com o meu pai e, por norma, ficava até ao fim destas onde acompanhava a modalidade de Kartcross pois esta era a última categoria a participar nas provas”, principia. Assim sendo, há 4 anos atrás, surgiu a oportunidade de comprar um carro e contou com a ajuda dos progenitores para concretizar o seu primeiro negócio com um piloto de Lousada que havia comprado o carro e não se adaptou à modalidade, acabando por vender. 

Contudo, o seu percurso no desporto não iniciou no automobilismo. Pedro, durante 14 anos, foi atleta federado do polo aquático no Lousada Século XXI. Com o normal decorrer da vida, devido a ingressar na faculdade, necessitou de abdicar da parte desportiva pois não conseguia dedicar-se a 100% à modalidade. Todavia, manteve-se sempre ativo no que diz respeito à prática do desporto. 

Enquanto praticava polo aquático a adrenalina manifestava-se em todos os momentos e, de certa forma, quando parou sentiu a necessidade de procurar algo que o fizesse sentir da mesma maneira. Esta foi a principal razão para procurar um novo desporto onde se sentisse realizado e, atualmente, jamais trocaria o desporto automóvel por nada. 

Nestes dois percursos diferentes, naturalmente, houve uma situação igual: o apoio e presença permanente da família, namorada e amigos. O seu trajeto no Kartcross sofreu influência por parte do pai que sempre o acompanhou em todas as corridas, bem como a mãe, a namorada e alguns amigos. “É um apoio essencial para que, de certa forma, esteja mais tranquilo e consiga alcançar os melhores resultados possíveis”, sublinha. 

Existem pilotos que já possuem uma massa adepta muito grande, porém, há outros que têm uma massa adepta pequena. Esta última vivência aconteceu com o piloto no seu primeiro ano, na medida em que foi para um campeonato onde não tinha ligações e tudo era uma novidade. Com o passar do tempo, foi marcando a sua posição à volta de críticas. “Eu sofri muito com as críticas, porém, fizeram com que me tornasse mais forte”, declara. 

O seu caminho, até então, foi trilhado sempre na categoria de Kartcross. Hoje em dia, encontra-se no terceiro lugar do campeonato e vê-se como um candidato a vencer ou a fazer sempre pódio, porém, não imaginava estar tão bem qualificado este ano devido à paragem que fez em 2022. 

“Eu abri um ginásio, fazendo com que parasse o campeonato nacional. O investimento a realizar tinha de ser todo para o estúdio. Este ano, o facto de já ter alguma estabilidade financeira, permitiu que com o apoio dos patrocinadores participasse no campeonato nacional”, conta. Este e a sua equipa nunca pensaram que, neste momento, estivessem em terceiro lugar devido à paragem de ritmo. 

Hoje, compete com um carro diferente. De acordo com o próprio, de há 4 anos para cá, a única coisa que mudou foi somente o carro, pois optou por evoluir para um carro com componentes melhores. Neste seguimento, deixa um conselho a quem está a iniciar: “é essencial quando se entra na modalidade falar com outros pilotos que já estejam nesta há mais anos (…)  eu fui fazendo algumas perguntas, mas se calhar ia a medo a perguntar e não questionei coisas específicas”. 

Na época da compra do primeiro carro, referida anteriormente, acabou por fazer uma aquisição “às escuras” e não se tratava de um carro competitivo. Após 1 ano, vendeu o mesmo e decidiu comprar um carro eficaz e mais bem composto, procurando uma marca que se identificasse. 

Pedro já ganhou alguns troféus, inclusive, no primeiro ano, mas apenas vê essa congratulação como uma pequena distinção de participação. Desde então, marcou presença em diversos pódios. No entanto, ainda não ganhou nenhum título e espera que este seja o ano de ganhá-lo. “Estou a treinar e a dedicar-me a 100%  para, no mínimo, fazer pódio”, reforça. 

Interrogado sobre a sua referência, de imediato, refere que se identificou bastante com o Joca Gonzaga a quem pediu informações numa fase inicial e, ainda, com Luís Almeida a quem pediu dicas de condução. Todavia, à parte do Kartcross, têm como grande inspiração o piloto inglês – Lewis Hamilton. 

Quanto a dificuldades, a maior trata-se da angariação de fundos para fazer um campeonato pois o desporto automóvel carece de valores avultados. Dentro do automobilismo, pratica a modalidade mais “barata”, porém, ainda “cara”. Além desta, salienta o ingresso no campeonato por este ser competitivo e, ainda, a constituição de uma equipa. 

Pedro Marques é, conforme o próprio, um piloto super focado que olha para todas as adversidades como um meio para evoluir. “Quero agradecer à minha família, à minha equipa e também aos meus patrocinadores que são fulcrais nesta caminhada que se encontra no início”, finaliza. 

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Andreia Moreira

Há mar e mar, …mas é tempo de Regressar

Setembro é, por norma, o mês de regressar: regressar às rotinas habituais, ao trabalho e, claro,...

Agrupamento de Escolas de Lousada vence “Concurso 50 Livros”, promovido pelo Plano Nacional de Leitura

A colaboração é o Santo Graal do professor bibliotecário. Jonhson (2004) Uma biblioteca “recheada”...

Gonçalo Ribeiro vence no Estoril Campeonato Nacional de Velocidade

A quinta jornada pontuável para o Campeonato Nacional de Velocidade 2023 decorreu este...

REVIRAVOLTA MANTÉM LOUSADA INVENCÍVEL

A AD Lousada recebeu e venceu a formação do Águias de Eiriz por 2-1, num jogo difícil mas...

Praça D. António de Castro Meireles

No coração da Vila, esta praça está circundada pela praça da República, rua Visconde de Alentém e...

Firmino Mendonça, o cafeteiro mais antigo

O cinquentenário Café Paládio é uma espécie de instituição comercial em Lousada e tem Firmino...

Intercâmbio cultural na Croácia

Um artista multifacetado e aventureiro, assim se pode definir o lousadense José Pedro Moreira, de...

Inglesa procura as suas origens em Lousada

CHAMA-SE ELIZABETH NATASHA LOUSADA Por várias razões (afetivas, existencialistas ou simplesmente...

Clube de Ténis de Mesa de Lousada

Esta edição possui o prazer de apresentar o emocionante mundo do ténis de mesa aos olhos de Rui...

Centros de Interpretação da Rota do Românico com entrada livre

Nos próximos dias 22, 23 e 24 de setembro, o ingresso nos Centros de Interpretação do Românico e...

Siga-nos nas redes sociais