por | 14 Set, 2023 | Editorial, Editorial

Editorial 104.º | O custo da Educação

Para a generalidade das famílias, o regresso às aulas significa regressar à frenética rotina das atividades do dia-a-dia. Volta o frenesim do trânsito, dos horários apertados, das preocupações com as compras de última hora, dos gastos inesperados. Uma agenda que se repete a cada ano. Até aqueles que não têm filhos em idade escolar percebem a dificuldade e a preocupação dos demais. Para piorar, este ano, o início do ano letivo adivinha-se ainda mais complicado, quando comparado com o ano passado. 

Num ano em que muitas famílias enfrentam dificuldades económicas, agravado pelo aumento do custo de vida (segundo o Eurostat, dois milhões de portugueses vivem em risco de pobreza), os portugueses preveem gastar, em média, 632€, mais 107€ em comparação com 2022. 55% dos encarregados de educação afirmam não ter poupanças destinadas a fins educativos. 22% referem temer não conseguir financiar a educação. Apenas 36% dos encarregados de educação afirmam ter total capacidade para financiar a educação. Em relação à sua situação financeira, 39% dos encarregados de educação avaliam-na como tendo piorado em 2023. Ora, com estes dados, avançados pelo Observador Regresso às Aulas 2023, um estudo conduzido pelo Cetelem, não admira que o custo com a educação seja considerado uma fonte de stress para 27% dos encarregados de educação.

O somatório das despesas com mensalidades, material escolar, roupa, alimentação, habitação, equipamentos tecnológicos, transporte, entre outras, pode perigar o acesso ou a continuidade no sistema de ensino, ou no limite influenciar as escolhas de carreira de muitos jovens, desequilibrando paixões e interesses, em função das condições financeiras. Mais um aditivo para o stress e desequilíbrio emocional destas pessoas. 

Investir na educação é um investimento de longo prazo. Uma estratégia que beneficia diretamente o indivíduo e o seu desenvolvimento pessoal, hoje educando, amanhã profissional, com preponderante impacto na sociedade como um todo, pois é através da educação que se promove o progresso económico, a igualdade social, a inovação, a resiliência e a capacidade de enfrentar novos desafios. 

Não admira, portanto, o crescente número de famílias que se esforça para satisfazer as necessidades básicas com a educação dos seus filhos e que, supletivamente, ainda investe em “explicações”, academias, centros de estudo e outras atividades extracurriculares. 

Felizmente, cada vez mais, municípios e cidadãos reconhecem que a educação não se limita às salas de aula, que é através de uma abordagem integrada e colaborativa para a educação que se fomenta uma comunidade mais capacitada, ativa e interventiva. E assim deve ser ao longo da vida!

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

A  memória e a literatura

Há uns tempos e a propósito de um Colóquio Internacional em que participei na Sorbonne, em Paris,...

“Fecharam-nos muitas portas, mas temos tudo controlado”

COMISSÃO DE FESTAS DO SENHOR DOS AFLITOS 2024 Em janeiro deste ano, Paulo Magalhães, Daniel Pires...

Cartaz de arromba nas festas de Lustosa

SÃO TIAGO É COMEMORADO DE 25 A 28 DESTE MÊS A comissão de festas de Lustosa é formada por mais de...

Festas Grandes em honra do Senhor dos Aflitos

A Vila já está iluminada lembrando as Festas Grandes, que têm um dos grandes momentos na...

Lousada no pódio europeu de árvores plantadas em Portugal

O Município de Lousada ocupa o primeiro lugar nacional, ao abrigo da iniciativa europeia da...

Votações para o OPJ até dia 8 de agosto

Até dia 8 de agosto estão em votação as 12 propostas apresentadas no âmbito do Orçamento...

Ações de sensibilização com a Liga Portuguesa Contra o Cancro

O Município de Lousada associou-se à Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte,...

NÍVEL ELEVADO NO SUPERCROSS EM LUSTOSA

As grandes emoções do Supercross estiveram em Lustosa (Lousada), numa noite memorável. A pista do...

Quarteto Metralha animam festas e romarias

LOUSADA TEM CADA VEZ MAIS GRUPOS DE BOMBOS Os bombos são uma tradição bem portuguesa e em Lousada...

Verónica Parente apresenta a exposição “Horizontes de Cores” no Cais Cultural de Caíde de Rei

O Cais Cultural de Caíde de Rei acolherá a exposição "Horizontes de Cores", da artista Verónica...

Siga-nos nas redes sociais