Um pioneiro da comunicação regional

Rafael Telmo da Silva Ferreira, professor e diretor da Valsousa TV

Em setembro faz 25 anos que veio dar aulas para Lousada. Além de lecionar, Rafael Telmo da Silva Ferreira inovou a área das tecnologias da comunicação na escola EB 2/3 de Nevogilde. Foi pioneiro de várias realizações, nomeadamente no Cinema Itinerante, nos média e na WebTV, além de experiências com cinema de animação. É um empreendedor na área tecnológica da comunicação e também na atividade extra escolar. Em jovem fez parte da fundação da que seria a Rádio Paredes e em 2005 criou a valsousa.tv – Vale do Sousa TV. Não quer parar com a concretização de novos projetos. Mas diz-se cansado. “Os professores vivem cansados”, desabafa este docente de 55 anos.

É natural e residente em Paredes, há 55 anos, mas Rafael Ferreira sente “uma forte ligação afetiva” a Lousada. Ainda assim considera-se “um forasteiro” e isso dá-lhe “facilidade para criticar e elogiar, com desprendimento”. Do seu aguçado espírito analítico e crítico saem abordagens acutilantes, próprias de quem gosta de fotografar a vida e o mundo, para expor, interpretar e debater. É um comunicador e um facilitador de comunicação.

Nos quase 25 anos de vivência da realidade escolar e por inerência outras áreas da vida de Lousada, Rafael vê esta localidade como sempre, “uma vila pacata e orgulhosamente vila, que nesse aspeto me faz lembrar Cascais, onde eu adorei fazer férias”. Embora “realizado e bem resolvido” com a área que exerce, Rafael Ferreira confessa que poderia ter seguido arquitetura. Nesse âmbito, diz que “Lousada está com um crescimento urbanístico com harmonia, tem espaços para estacionar, zonas pedonais e vindo de fora não sinto que haja grandes demoras no trânsito”.


Mas é do passado que mais recorda Lousada, pois aqui viveu alguns dos primeiros passos da sua carreira jornalística. “Recordo-me de vir a Lousada ainda muito novo, derivado do facto do meu pai ser muito ligado ao jornal Penafidelense, muito amigo do proprietário, e eu acompanhava-o para tirar fotografias na cobertura de reportagens dele”. Recorda-se em especial da recriação duma espadelada em Lousada “e lembro-me do meu pai lançar um livro sobre o linho, precisamente baseado nessas experiências”.

Bem viva tem também a memória do antigo campo na zona da feira, no início da década de 1990: “recordo-me da falta de espaço para fotografar, de tal modo que ao tirar fotografias tinha os espectadores a tocar nas minhas costas e a puxar-me o casaco”. Da mudança do velho para o novo campo diz achar que “foi controversa a ida lá para cima, para o complexo desportivo, que é algo distante do centro, mas para os meus netos, por exemplo, essa noção de distância já não existirá”.

“SAÍAM-ME PEDRAS DO CABELO”

Também no desporto automóvel tem recordações antigas de Lousada, que relata com emoção: “as primeiras reportagens de fotojornalismo que eu fiz na pista da Costilha eram algo de surreal, mas intenso e com muita adrenalina” e salienta o pormenor da chegada a casa “com muito pó e terra na roupa e ao tomar banho saíam-me pedras do cabelo”.

“A vontade de comunicar e de partilhar conhecimentos ou gostos é que me despertou o bichinho do jornalismo e da divulgação de informação”, refere Rafael acerca da sua paixão pela comunicação social. “Muito novo juntei um grupo de amigos para criarmos uma rádio, tinha eu 16 anos, e que viria mais tarde dar origem à primeira rádio pirata”, acrescenta. A Rádio Paredes, fundada na década de 1980, foi uma das principais antenas difusoras e uma escola inicial para muitos jornalistas, seus contemporâneos.

Rafael Telmo da Silva Ferreira

Depois disso andou por outras ondas, sempre no campo da comunicação. Trabalhou como fotojornalista no Grupo Forum, de 1994 a 1997 e em várias revistas, mormente Descobrir, Forum Estudante e Casa de Portugal, onde foi sua a fotografia da capa da primeira edição. Foi fotógrafo e operador de câmara no Forum Multimédia, tendo participado nos CD-ROM dos Castelos de Portugal, daquela entidade, entre outros projetos do género. Esta era uma importante e inovadora iniciativa de marketing na década de 1990, onde muitas publicações vinham acompanhadas por CD’s com esse tipo de conteúdos.

Nesta atividade apaixonada e por vezes frenética, de quem é ávido por criar e comunicar, Rafael Ferreira passou também por vários jornais e destaca trabalhos realizados para O Volante, o Correio da Manhã e alguns aqui da região.
Dedicou-se quase por inteiro à fotografia e à filmagem. Quanto a escrever “apenas fazia pequenos artigos, normalmente de concertos de música Jazz, Blues, Rock, o Festival Inter-Celtico, etc…E nesse contexto tive o prazer de conhecer Pedro Abrunhosa, António Pinho Vargas, Carlos Bica, Bernardo Sasseti, Mário Barreiros, Raul Marques, Pedro Burmester, Maria João, e tantos outros”.
A música e o áudio em geral é outra das suas paixões: “sou um audiófilo e enquanto jovem não descansei enquanto não tive um sistema de som audiófilo, ainda tenho o meu Quad 405 II, o meu leitor de CD multibit da Marantz e a colunas da ProAc e uns bons cabos da Transparent, que na altura já me custaram mais de 120 mil escudos”.
Não vive sem música. Onde o encontramos, em casa, no carro, no escritório, é quase imperativo haver música a tocar: “juntei uma coleção de mais de mil CD’s de vários géneros musicais e depois convidava amigos para ouvir e partilhar novas aquisições musicais”.

A PRIMEIRA WEBTV PORTUGUESA

A docência é a sua atividade principal, que decorre a opção que tomou ainda jovem de seguir a licenciatura em Educação Visual e Tecnológica, tendo feito depois uma  pós-graduação em Tecnologia Educativa. Estudou TCAV – Tecnologias da Comunicação AudioVisual, no ESEIG do Porto e fez o curso de Tecnologia Educativa, no IEP, da Universidade do Minho.

Rafael Telmo da Silva Ferreira

É professor na área das artes e tecnologias onde promove junto dos alunos uma das suas máximas: juntar criatividade à comunicação. Como professor, esteve sempre colocado em Paredes, até que, em 1999, decidiu concorrer para dar aulas na escola EB 2/3 de Nevogilde. “Certo dia, ao passar em frente à Quinta da Tapada, com a minha esposa, vi uma placa a indicar a direção dessa escola. E decidi concorrer para lá. Em boa hora o fiz, pois de Paredes ali é bastante rápido e não tenho o stress do Porto, por exemplo, onde vivi alguns anos”.
 Os primeiros anos em Nevogilde “foram de adaptação e correram muito bem, fiquei efetivado no quadro docente e fui construindo uma carreira, que foi de vento em popa até hoje”. No primeiro ano foi diretor de turma e no segundo ano descobriram a sua apetência para as tecnologias adaptadas ao ensino e ao meio escolar em geral, pelo que passou a coordenador dessa área.


Rafael Ferreira e a diretora da escola de Nevogilde Luisa Lopes, na África do Sul em 2010 no encontro mundial da Microsoft

“Sempre gostei de criar coisas diferentes. Comecei na informática, mas fiz experiências com cinema de animação. Em 2005, peguei em dois alunos, a Soraia e o João Augusto, a quem pedi para recolherem entrevistas curtas em vídeo para por no website escolar que construí. A diretora da escola ao ver o resultado final disse que aquilo era mais que um website, era  um canal de televisão e em 2005 criei a primeira WebTV do país. Mais tarde surgiram outras. Mas em Lousada, ou seja, em Nevogilde foi seguramente onde isso surgiu primeiro”.



Com ênfase e orgulho recorda também o “cinema itinerante, que consistia em levar um projetor às costas e eu exibia filmes que gravava da televisão, para os alunos, para promover debates e criar um ensino para os média”, foi reconhecido o mérito dessa iniciativa de tal forma que o projeto foi retratado na Notícias Magazine e nas televisões nacionais, SIC e RTP”.

2007 Challengers_Universidade do Minho_projeto WEBTV com alunos Soraia e João Augusto

A fama destas iniciativas chegou à DREN que convidou Rafael Ferreira para elaborar um projeto para o programa Escolas Inovadoras Microsoft: “na ocasião vim a saber que o ex-ministro Professor Doutor Roberto Carneiro tinha sabido das minhas iniciativas através de um professor da Universidade do Minho, onde eu tinha estado com aqueles alunos que referi, a mostrar a nossa WebTV, que fez um brilharete num evento com docentes de várias partes do mundo”. Com base no projeto Rádio Escola, já existente e na inovadora WebTV nascida na escola, “em 2010 fiz essa tal candidatura ao programa da Microsoft, com a colaboração dos colegas, os professores Eduardo Carvalho, de Inglês, e  Alexandre Reis, de Música e a mesma foi aprovada e Nevogilde foi uma das primeiras escolas portuguesas premiadas “Escolas Inovadoras Microsoft 2010” e fomos representar Portugal à África do Sul.

Para o futuro é de esperar inovações deste empreendedor. Não quer parar com a concretização de novos projetos, mas diz-se cansado. “Os professores vivem cansados”, desabafa Rafael Ferreira.

Rafael Telmo da Silva Ferreira

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Piscinas sobrelotadas: expandir ou construir?

EMPREENDIMENTO AQUÁTICO TEM 27 ANOS As piscinas de Lousada foram inauguradas em 1997, numa altura...

Rezar por mais saúde e menos guerras

A PROCISSÃO DE VELAS É UM SINAL DOS TEMPOS Em maio realizam-se as procissões de velas. Os...

LADEC Celebra 14.º Aniversário com Jantar Convívio

No passado dia 18, a LADEC - Lousada Associação de Eventos Culturais comemorou o seu 14.º...

Hugo Regadas Vence a Internacional XCO Super Cup

No passado domingo, em Vila do Conde, o lousadense Hugo Regadas, a competir pela equipa Rompe...

Editorial 121 | Lousada é Grande

Lousada, terra de história e tradição, ostenta com orgulho a sua grandeza. O nosso Torrão, que há...

Lousada Junior Cup: Título da primeira prova ficou em casa

O português João Dinis Silva conquistou a primeira prova da Lousada Junior Cup, depois de derrotar...

Lousada ao rubro na Super Especial do Rally de Portugal

A 57º edição do Rally de Portugal trouxe a Lousada os pilotos do Campeonato do Mundo de Ralis...

DIALLEY – Agência de Marketing em Lousada

O nome foi inspirado na Diagon Alley, um local emblemático da saga Harry Potter, da qual Sofia...

Apresentação da trilogia “As Aventuras da Maria” encanta público

No passado dia 11, a Assembleia Louzadense acolheu a apresentação da trilogia "As Aventuras da...

Luís Santos é mandatário da candidatura da Aliança Democrática em Lousada

A candidatura da Aliança Democrática (AD) em Lousada terá como mandatário Luís Santos, Coordenador...

Siga-nos nas redes sociais