Banda Musical de Lousada tem nova direção

A Banda Musical de Lousada tem nova direção desde fevereiro. O Louzadense dá-lhe a conhecer a nova direção, as suas motivações e projetos, pela voz do seu presidente, Artur Meireles Sousa, natural de Cristelos e músico na banda nas décadas de 70 e 80.

Quais as principais razões para terem assumido a direção da Banda Musical de Lousada?

As razões que nos levaram a assumir a direção na B.M.L. foi, em primeiro lugar, constatarmos que os principais diretores já demonstravam algum cansaço e vontade de se não recandidatar. Em segundo lugar, falamos já de nós porque já éramos músicos, amigos e/ou sócios da banda, entendemos que tínhamos condições de dar continuidade ao percurso traçado e melhorar alguns aspetos.

Como têm sido estes primeiros momentos após a tomada de posse?

Estes primeiros meses após a tomada de posse têm sido trabalhosos em reorganização da gestão interna, quer administrativa e financeira, mas também a gestão recursos humanos (músicos) e bens matrimoniais. A tomada de posse também coincidiu com a época de fecho dos contratos de festas e procura delas.

Caracterize o atual momento da Banda Musical de Lousada.

Como não houve um corte com o passado presente, a direção é constituída por pessoas que já estavam relacionadas com a banda, o maestro é o mesmo (Romeu Silva) e os músicos também. Pensamos em trilhar os caminhos e objetivos da antiga direção, com a intenção de melhorar.
A Banda vai começar a sua época com a festa do S. João de Braga (dia 23 de junho) e depois uma agenda bastante preenchida até finais de setembro.

Quais os principais objetivos para o futuro? Vão desenvolver mais atividades?

Aumentar o número de atuações da banda, tentando estar presente nas principais festas e romarias;
Estar mais próximos dos Lousadenses, quer através das várias festas no concelho como também atuando em eventos das autarquias, instituições ou associações;
Participar em concursos de Bandas a nível nacional e internacional;
Criar uma escolinha da banda;
Aquisição de alguns instrumentos indispensáveis;
Melhoramento das condições acústicas da nossa sala de ensaio, que nos foi disponibilizada gratuitamente pela Junta de Nogueira e com protocolo para o futuro.

Quais as maiores dificuldades que têm de enfrentar?

Como qualquer associação, precisamos de fundos, para cumprir o plano de atividades. As receitas obtidas pelas atuações da banda são apenas uma parte desse bolo. Precisamos e temos tido algum apoio logístico e financeiro da Câmara, tal como da Junta de Nogueira, não esquecendo a empresa transportadora Aires, que nos disponibiliza uma carrinha para todos os serviços da banda, para transporte dos instrumentos.
Precisamos de arranjar patrocinadores, temos alguns, mas precisamos de mais. Todos são poucos.
Para angariar mais fundos, também temos a tradição do cantar das Janeiras com a colaboração dos músicos, amigos e diretores, sendo recebidos em várias casas do concelho.

Como está o litígio com a ACM Lousada? E quais são as vossas intenções em relação a este problema?

Sobre o problema com a ACML, como é público, existe um processo na justiça. Esta nova direção entende e tornou como objetivo administrativo terminar com este litígio, achando que a sua continuação não é benéfica para nenhuma das partes. Assumindo a realidade, aceitamos e apoiamos a existência de duas bandas em Lousada, pois noutros concelhos existem três ou quarto. As duas bandas têm objetivos artísticos diferentes, métodos de trabalho diferentes, querendo isto dizer que a existência de duas bandas no concelho não prejudica nenhuma delas.

Sentem o apoio que das entidades públicas/ privadas em relação à BML.

Como foi referido anteriormente, os apoios das entidades públicas ou privadas é uma grande ajuda, quase um bem de primeira necessidade. A Banda Musical de Lousada atualmente tem vários patrocinadores, que ajudam financeiramente e/ou com bens materiais. Estamos inteiramente gratos pela confiança dos contribuintes, mas procuramos aumentar o nosso leque de patrocinadores.
As vossas atuações pelo país fora são, sem dúvida, uma das formas importantes de promover o Concelho. Sentem essa importância?
Qualquer grupo, banda ou associação do concelho, ao fazer atividades fora de Lousada, promove sempre a nossa terra. A nossa banda sente realmente uma responsabilidade acrescida porque o próprio nome o diz: “Banda Musical de Lousada”. Sentimos um orgulho muito grande em representar Lousada de Norte a Sul do país.
Sentimos que, em qualquer ponto do país, Lousada é visto como um concelho jovem e procuramos que a nossa banda espelhe o seu concelho.
Apoiem a B.M.L. Representamos Lousada e todos os Lousadenses.


Direção
Presidente: Artur Meireles Sousa
Natural Cristelos – Lousada
Músico na Banda na Década 70\80
Secretário: José Roberto Ferreira
Natural Nevogilde – Lousada
Sócio desde criação da associação 2012
Tesoureiro: Cristina Baptista
Natural Ordem – Lousada
Toca na Banda desde 2008

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Um pioneiro da comunicação regional

Rafael Telmo da Silva Ferreira, professor e diretor da Valsousa TV Em setembro faz 25 anos que...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XII | Capela II A capela podia ser levantada por forma a dar seguimento à fachada da...

Siga-nos nas redes sociais