por | 8 Jul, 2019 | ReViver Lousada

O Quartel dos Bombeiros, nos anos 40!

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lousada foi fundada a 13 de junho de 1926 com o propósito de se criar uma corporação, fundamentalmente, para o combate aos incêndios. Este desiderato não foi concretizado imediatamente, sendo necessário esperar até 1930 para ver cumprido esse objetivo pelas mãos do tenente Eurico Malafaia. Por altura das Festas da Grandes estava já em funcionamento, estando a corporação instalada nos fundos da Assembleia Lousadense (Figura 1), espaço que funcionou como quartel até aos anos 40.

De facto, desde a criação do corpo de bombeiros, foi desejo imediato dos órgãos diretivos da Associação edificar um quartel de raiz. Esta ambição foi projetada no início dos anos 30, mas que apenas foi concretizada no início da década seguinte.

▲ Fig. 1 – Assembleia Lousadense. Postal dos inícios do século XX.

A necessidade e a dificuldade na angariação de receitas para a empreitada foi o grande obstáculo sentido pelos sucessivos órgãos diretivos. No início de 1941, foi definitivamente aprovado o projeto, tendo as suas obras começado imediatamente. O término da construção do quartel apenas aconteceu em meados de 1943, não tendo existido qualquer inauguração formal do edifício. O resultado final foi aquele que se pode ver na Figura 2!
O quartel foi motivo de grande orgulho de todos os lousadenses. Era o resultado de um grande empenho de todos, cujos donativos angariados, pequenos ou avultados, foram fundamentais para dotar os Bombeiros de um quartel digno. De entre a generosidade manifestada para com os Bombeiros, destacamos a benemerência de dois lousadenses, que, longe da sua terra, nunca a esqueceram. Referimo-nos a Justino Oltson, emigrado nos EUA, que legou 8.000$00, e ao cónego António Hermano Mendes de Carvalho, irmão do Dr. Joaquim Hermano, médico na Vila, que legou 12.000$00 em testamento.

Poucos lousadenses se lembrarão deste quartel… No início dos anos 50, foi profundamente transformado quando sofreu uma derrocada devido aluimento de umas minas de água que passavam debaixo do quartel.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Conferência do PSD Lousada debateu estratégias e financiamento para o Desenvolvimento Local

Na noite de 18 de julho, o Auditório da COPAGRI em Lousada foi palco da conferência...

“Toda a glória do mundo é transitória”

JORGE NETO, ADVOGADO E POLÍTICO O lousadense Jorge Manuel Ferraz de Freitas Neto, de 67 anos, é um...

Associação dos Voluntários de Caíde de Rei Celebra 34.º Aniversário com Evento Memorável

A Associação dos Voluntários de Caíde de Rei comemorou, ontem, o seu 34.º aniversário com uma...

Queixas ambientais morrem num emaranhado de burocracias e “procedimentos duvidosos”

A (DES)ORDEM NO RIO MESIO (PARTE 2) Esta é a segunda parte da reportagem d'O Louzadense sobre um...

AD Lousada não se vai coligar com SAD Lank

FEDERAÇÃO NÃO AUTORIZA O “CASAMENTO” Estava tudo bem encaminhado entre as partes para que a junção...

Editorial 125 | O Gestor de Redes Sociais

Numa terra longínqua onde os emojis governam e os likes são moedas de troca, vive o temido Gestor...

LOUSADA RECEBE MAIOR FESTIVAL DE DRIFT DO PAÍS

O Eurocircuito da Costilha em Lousada será palco no final do mês da 11ª edição do Encontro...

Xadrez do Lousada Voleibol Clube com excelentes resultados no fim de semana

Esteban Dario Caro, xadrezista da secção de xadrez do Lousada Voleibol Clube venceu o VII Torneio...

Oficinoscópio assinala 10 anos de cinema de animação

No dia 10 de julho foi apresentado o livro Oficinoscópio, relativo aos 10 anos de Oficinas de...

AUTOR VISITA ALDAF E PROMOVE MOMENTO DE CULTURA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM LOUSADA

No passado dia 13 de junho a Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares...

Siga-nos nas redes sociais