“Vamos surpreender Meinedo, como todos sabem”

José Coelho é o presidente da comissão de festas de Santo Tirso, em Meinedo. Tudo começou com os Amigos Solidários de Meinedo, que é uma associação de alguns amigos, que iniciou a atividade em janeiro de 2019, com uma inicitiva, cujas receitas reverteram para duas associações da freguesia: uma caminhada e um trail.

Esta associação, que ainda não está registada, surgiu num convívio normal de amigos. Numa conversa, um deles referiu que havia uma criança que precisava de uma cadeira de rodas e assim surgiu a caminhada a favor desse objetivo. Ali surgiu também o nome para o grupo. “Achamos que devíamos fazer o primeiro evento em Meinedo e doar o valor a duas associações da freguesia. Correu muito bem, superou as nossas expectativas. Foram doados 500 euros a cada entidade”, refere.

O próximo passo será formalizar a associação. Para tal, está já a ser tratada a escritura, que fará nascer a Associação dos Amigos Solidários de Meinedo.

Solidariedade é o lema do grupo

José Coelho, que integra o grupo, salienta o seu lema: “A verdadeira solidariedade começa quando não se pede nada em troca. O nosso grupo tem como objetivo ajudar e trabalhar em prol da nossa freguesia”.
As festas em honra de Santo Tirso surgiram por acaso, quando, numa reunião, perceberam que não se iriam realizar novamente as festas tradicionais: “Penso que é uma pena para a freguesia”, diz. O grupo concordou em deitar mãos à obra e realizar as festas. “Para nós é um orgulho enorme”, afirma.

A festa começou a ser pensada há três meses. “É um desafio exigente”, diz José Coelho A escassez de tempo foi um fator determinante, que não permitiu atingir o orçamento do passado, mas “felizmente correu bem e, até à data, as coisas estão controladas”.

O tempo também não ajudou na escolha do cartaz: “Tivemos de optar pelo que havia, pois não tínhamos por onde escolher e, por isso, fizemos o possível. O cartaz é este e espero que agrade a toda a gente.

O importante, considera Tiago Carvalho, outro membro do grupo, é que a freguesia não se veja privada da sua festa pelo segundo ano consecutivo: “Para mim, como meinedense, é muito importante a realização destas festas, pois as tradições devem ser reavivadas todos os anos”.

População satisfeita com dinamismo do grupo

Tiago Carvalho salienta ainda o apoio da população meinedense: “As pessoas valorizam a nossa atitude. Disseram que é um orgulho o que estávamos a fazer, as pessoas estão connosco. Estou muito contente e emocionado com a recetividade. As pessoas valorizam a nossa atitude e o trabalho que temos realizado”, seja no apoio da Associação Portuguesa contra o Cancro, com a realização da segunda caminhada/trail, seja na angariação de fundos para as festas.

“Nós somos solidários e recebemos o dinheiro para ajudar alguém. E as festas é com o mesmo objetivo de colocar a freguesia em movimento, a andar”, salienta Pedro Coelho, o único membro do grupo que não é de Meinedo.

Este empresário integra o grupo e cedeu inclusivamente a sede para a futura associação. Tudo pela freguesia: “Vale a pena apostar nesta freguesia como eu fiz e organizar alguns eventos, valorizando assim esta terra, que é a maior freguesia do concelho. Este ano fazemos assim, mas para o ano vai ser muito melhor”, garante.

Grupo promete oito dias de festas, já para o ano

Vítor Coelho é outro dos obreiros desta festa e explica que este ano a festa durará três dias, mas “para o ano, se Deus quiser, vão ser oito dias, pois esta freguesia merece, o grupo merece, a população merece”, promete.

Acrescentou que se sentem muito orgulhosos do trabalho desenvolvido: “Fizemos um peditório que nos rendeu bastante, tendo em conta os outros anos. Sentimo-nos agradecidos à população de Meinedo e temos a obrigação de surpreender tudo e todos, pois os meinedenses merecem”.

Tiago Magalhães diz sentir que as pessoas querem que a festa se realize todos os anos. No entanto, acrescenta que gostaria que a freguesia fosse mais unida, mais bairrista. “Isso pode acontecer a partir do próximo ano”, espera. “Não temos como objetivo competir com nenhuma freguesia, mas gostávamos de ter uma festa grande nesta freguesia”, realça.

Vítor Coelho, um dos “amigos solidários”, agradece a Pedro Coelho que mesmo de fora que tem impulsionado o trabalho do grupo, cedendo um local para uma sede.

Com o apoio da freguesia e também da Junta, delineiam agora objetivos maiores: “O nosso principal objetivo é trabalhar o ano inteiro para realizar uma festas com um cartaz mais apelativo. Dia 17, vamos fazer o nosso peditório e contamos com a ajuda das pessoas”, diz Vítor.

“Solidários como somos e responsáveis, vamos surpreender Meinedo, como todos sabem!”, remata Vítor Coelho.

Comissão de festas
José Coelho — presidente
Tiago Carvalho
Filinto Reis
Vítor coelho
Rogério Sousa
Pedro coelho
Hugo Ferraz

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

“Toda a glória do mundo é transitória”

JORGE NETO, ADVOGADO E POLÍTICO O lousadense Jorge Manuel Ferraz de Freitas Neto, de 67 anos, é um...

Associação dos Voluntários de Caíde de Rei Celebra 34.º Aniversário com Evento Memorável

A Associação dos Voluntários de Caíde de Rei comemorou, ontem, o seu 34.º aniversário com uma...

Queixas ambientais morrem num emaranhado de burocracias e “procedimentos duvidosos”

A (DES)ORDEM NO RIO MESIO (PARTE 2) Esta é a segunda parte da reportagem d'O Louzadense sobre um...

AD Lousada não se vai coligar com SAD Lank

FEDERAÇÃO NÃO AUTORIZA O “CASAMENTO” Estava tudo bem encaminhado entre as partes para que a junção...

Editorial 125 | O Gestor de Redes Sociais

Numa terra longínqua onde os emojis governam e os likes são moedas de troca, vive o temido Gestor...

LOUSADA RECEBE MAIOR FESTIVAL DE DRIFT DO PAÍS

O Eurocircuito da Costilha em Lousada será palco no final do mês da 11ª edição do Encontro...

Xadrez do Lousada Voleibol Clube com excelentes resultados no fim de semana

Esteban Dario Caro, xadrezista da secção de xadrez do Lousada Voleibol Clube venceu o VII Torneio...

Oficinoscópio assinala 10 anos de cinema de animação

No dia 10 de julho foi apresentado o livro Oficinoscópio, relativo aos 10 anos de Oficinas de...

AUTOR VISITA ALDAF E PROMOVE MOMENTO DE CULTURA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM LOUSADA

No passado dia 13 de junho a Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares...

Desvendando os Traços Antissociais

Os traços antissociais são confundidos por vários sintomas na linguagem coloquial, assim irei...

Siga-nos nas redes sociais