População já não dispensa a Festa do Rio

A União de Freguesias de Silvares, Pias, Nogueira e Alvarenga, pelo terceiro ano consecutivo, realizou a Festa do Rio, numa das mais belas zonas do Rio Sousa e onde se concentra o maior número de moinhos, dos quais três estão ainda a funcionar, a cargo da Família Ferreira.

A Festa do Rio é uma iniciativa da Junta que surge de uma forte preocupação ambiental e de valorização do grande potencial que é o Rio Sousa.

Aproximar as pessoas de novo ao Rio começa a ser uma realidade que, ano após ano, vai aumentando.

Como nos anos anteriores, a primeira parte da festa foi dedicada à limpeza das margens do rio e dos espaços envolventes, que em alguns locais estavam carregados de plásticos, pneus, restos de carros, cabos elétricos… Uma equipa de voluntários, membros do Executivo e trabalhadores da Junta, estiveram envolvidos nesta ação, que decorreu no dia 17 de manhã.
A noite foi da responsabilidade da associação “Os Pienses”, a quem a Junta deu a oportunidade de ali organizar um jantar, montar um bar e assim angariar fundos para as suas atividades. E foi uma noite longa em verdadeira confraternização, a que não faltou uma sessão de fogo de artifício e um mergulho nas águas do rio, já pela madrugada.

O dia seguinte amanheceu chuvoso, mas não desanimou as mais de 200 pessoas que se reuniram num almoço em estilo piquenique nas margens do rio.

E a tarde soalheira acabou por chamar outras tantas pessoas que foram chegando ao rio e também foi o mote para as brincadeiras no rio, que juntou crianças, jovens e menos jovens, onde não faltaram, a exemplo dos anos anteriores, as canoas e os barquinhos para os mais pequenos, alugados pela Junta e disponíveis gratuitamente para todos.

Paralelamente, a tarde ia-se esticando por entre cantares ao desafio, muita música a puxar um pezinho de dança e o porco no espeto, oferecido pela Junta.

Já bem tarde, o caldo verde, servido pelos Pienses, esgotou, mas a festa havia de continuar até às tantas, com cantigas e grupos improvisados.
A Junta dirige uma palavra de agradecimento à Família Ferreira, do Moinho do Meio, sempre disponível para ajudar, à Família Moreira, que foram incansáveis, e a “Os Pienses”, que estiveram ao mais alto nível no jantar e no serviço de bar.

A Junta tudo fará para que esta Festa seja uma realidade em crescimento e possa atrair cada vez mais pessoas ao rio, que infelizmente ainda não está nas melhores condições. Para o ano, espera poder alargar a área da festa e juntar um programa mais diversificado.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Siga-nos nas redes sociais