“A reorganização administrativa no nosso concelho não trouxe grandes benefícios”José de Oliveira Nunes

Atualmente agregada administrativamente a Casais, Nespereira é liderada a nível autárquico por José de Oliveira Nunes há 14 anos. Conhecedor da Terra e das suas gentes, o presidente desta União de Freguesias fala-nos de Nespereira, faz um balanço da sua gestão e expõe as perspetivas futuras.

Como caracteriza a freguesia de Nespereira?

A Freguesia de Nespereira é muito bairrista, um povo de caráter forte, humilde e trabalhador, com dedicação a causas muito importantes para o seu desenvolvimento.

Que balanço faz do vosso trabalho ao longo destes anos no executivo?

Embora não esteja completamente satisfeito, o balanço é muito positivo. A nível da rede viária, fizemos muitos melhoramentos, nomeadamente a requalificação da avenida António Basílio C. Leão (em curso, a segunda fase). Outras obras foram a requalificação da estrada camarária, Rua do Cruzeiro e Dr. Afonso Quintela, obra esta com um investimento da Câmara Municipal e alguma participação da Junta. Foi um investimento muito significativo. Falta fazer algo mais, mas, assim que as condições financeiras o permitam, serão efetuadas. Uma vertente que entendo fundamental é a manutenção e limpeza permanente de todas as ruas da Freguesia, correção de águas pluviais, arranjos urbanísticos, etc.

Uma vertente pela qual nos pautamos é a proximidade com os habitantes para tentarmos resolver os problemas que vão surgindo. Nem sempre é fácil a sua resolução, vamos insistindo.

Na vertente social e educação, o apoio é constante. Apoiamos a população com o Banco de Ajudas Técnicas, procuramos dar resposta às necessidades de cuidados de saúde, apoiamos a comunidade escolar, os movimentos de cidadania, comissões de festas, etc. Na área do desporto, o apoio é permanente consoante as solicitações.

A construção do Centro Escolar de Nespereira veio colmatar muitas necessidades que existiam, uma vez que na freguesia existiam três edifícios dispersos, o que em termos de funcionamento provocava algum desconforto no dia a dia. Agora sim, temos uma escola com condições fantásticas.

Qual ou quais as obras que o marcaram até ao dia de hoje?

A avenida António Basílio C. Leão, sem dúvida, por um lado, pela satisfação de tornar a mesma mais funcional no que diz respeito às festividades da freguesia e outros eventos. Por outro lado, provocou-me muitas preocupações, desgaste, mas já passou. Estou convicto de que, com a ajuda da Câmara, vamos concluir o que sempre sonhamos.

Uma outra marca foi a construção do novo Centro Escolar, graças à colaboração dos proprietários dos terrenos e a primorosa ajuda e empenho da Câmara Municipal.

José Oliveira Nunes, presidente da União de Freguesias de Nespereira e Casais

Quais são os maiores problemas com que esta freguesia ainda se debate?

Uma das grandes necessidades é a iluminação pública. A Câmara já iniciou a eletrificação em algumas ruas e para breve prevê resolver umas tantas outras. Já esteve mais difícil… Outra questão é a rede de saneamento. A cobertura ronda os 95%, faltando apenas seis artérias: uma está em fase de estudo para conclusão; uma delas, pelo facto de dois proprietários dos terrenos não serem compreensivos para ajudar na resolução dos problemas, ou seja, não autorizam que as condutas passem nos seus terrenos. A Câmara está a resolver estas questões. Existem três ruas de pequena dimensão (nada menos importantes que outras), com dificuldade de cotas para fazer ligação à conduta existente na N 106. Por outro lado, um outro problema são as ruas que foram sujeitas a intervenção para a construção de ramal de saneamento, que provocou irregularidades no piso.

Sendo autarca com alguns anos de experiência, quais são as maiores dificuldades na gestão da sua Junta de Freguesia?

A maior dificuldade de gestão, como é óbvio, é a falta de verbas e meios, embora julgue que é um problema comum a todas as juntas de freguesia. Pode uma ou outra ter mais folga financeira, ou algo mais, mas no contexto geral acho que é um problema geral.

Após todos estes anos, qual é a sua opinião em relação à agregação das duas freguesias, Nespereira e Casais?

Na minha modesta opinião, no nosso concelho, não trouxe grandes benefícios. Ficamos com mais responsabilidades e com os mesmos recursos. Se não fosse a Câmara Municipal transferir mais algumas verbas e o empenho e sacrifício dos presidentes de Junta, seria muito mau para as populações. Da parte do governo central não auscultaram devidamente os presidentes de Câmara, nem tiveram o cuidado necessário em fazer um estudo profundo e analisar em concreto quais os benefícios para as populações, já que o território não é igual em todo o país. Fazer agregações de freguesias com “régua e esquadro” nos gabinetes dá nisto. Somos os parentes pobres da democracia portuguesa. Apesar de várias condicionantes, as populações respeitam o meu trabalho, assim como também respeito os seus hábitos e costumes. A nível pessoal, tem sido uma nova e boa experiência.

Que perspetivas tem para o futuro para a freguesia de Nespereira?

A freguesia encontra-se no caminho certo, com projetos já concretizados e outros a concretizar a médio prazo. Nem sempre conseguimos fazer tudo que projetamos nem satisfazer todos os anseios das pessoas. Paulatinamente vamos resolvendo as questões, dando o nosso melhor.

Tendo em conta o seu programa eleitoral, o que é que está feito e o que pretende fazer até ao final do seu mandato em Nespereira?

Analisando os compromissos que assumimos, está tudo a decorrer dentro do previsto. Existem alguns pormenores de obras que foram feitas que poderão ter ajustamentos. São imprevistos, alguns de mais difícil resolução, mas vamos atingir os objetivos. A gestão de uma Junta ou Câmara é mesmo assim.

Neste momento, na Freguesia de Nespereira, o maior investimento que se vai realizar em breve é a ampliação do cemitério, é imperativo. Embora as questões que o senhor jornalista me está a colocar se refiram em particular à freguesia de Nespereira, no entanto, é de salientar obviamente que, uma vez que se trata de uma agregação de freguesias, na freguesia de Casais, estão em curso projetos de valor acrescentado.

Caracterize a freguesia a nível associativo. De que forma a Junta de Freguesia apoia as associações?

Na freguesia, o associativismo está em pleno funcionamento e em força. Temos várias: de apoio à terceira idade, creche (A.S.S. de Nespereira), desporto ( F. C. de Nespereira), folclore ( Rancho Folclórico Flores da Primavera) e música tradicional portuguesa (A. M. P.P. – Rompe Cordas). O nosso apoio é consoante o que nos é solicitado. O mais constante é o apoio a nível de recursos humanos e logísticos.

Que mensagem quer enviar à população nesta edição especial?

Uma palavra de apreço e gratidão pelo apoio e incentivo que nos tem dado ao longo destes anos. Como estamos a entrar nesta quadra natalícia, aproveitamos para desejar a todos um Santo Natal e um próspero Ano Novo, cheio de saúde.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Tanto talento e humildade numa pessoa só

JOÃO DA MOTA TEIXEIRA Este cristelense de 78 anos tem tanto de discreto e humilde como de talento...

Estradas esburacadas 

ACONTECE UM POUCO POR TODO O CONCELHO As chuvas intensas que caíram neste inverno contribuíram...

“O Julgamento do Natal”

Nos dias 22 e 23 de março, a Nova Oficina de Teatro e Coral de Lousada, para finalizar o Dia do...

COPAGRI CONTINUA COM LITÍGIO INTERNO

“Arrumar a casa” para investir no supermercado, mas anterior direção insiste com ação judicial Por...

Adriano Rafael Moreira é o novo Secretário de Estado do Trabalho

TERCEIRO LOUSADENSE NUM GOVERNO CONSTITUCIONAL A tomada de posse de Adriano Rafael Moreira,...

Editorial 118 | Um lousadense no Governo de Portugal

Não é todos os dias que temos um lousadense no Governo de Portugal, sendo, por isso, motivo de...

~ in memoriam ~

Armando José Gonçalves da Costa (1946 – 2024) Faleceu a 26 de Março o estimado dono do Mini...

Lousada recebe o Mega Sprinter

Lousada recebe, nos dias 19 e 20 de abril, o XVIII Mega Sprinter. A atividade envolve 25 comitivas...

Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa

Lousada recebe o III Seminário da Unidas — Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega...

Noites da Juventude apresentam We Are

O segundo evento no âmbito das Noites da Juventude realiza-se dia 12 de abril. A partir das 22h00,...

Siga-nos nas redes sociais