por | 24 Jan, 2020 | Pela sua Saúde

Atchim! Será Pneumonia? Será Gripe? Importante: Racionalizar o Uso de Antibióticos

O Inverno chegou há menos de um mês, e com ele veio tudo o que o caracteriza: a neve, o tempo frio, a chuva, a humidade. O Inverno tráz consigo o ano novo onde realizamos votos de paz, felicidade e de Saúde. Queremos começar bem o Ano para que esse início seja um presságio para os meses que se seguem. Mas será, que do ponto de vista da Saúde estamos prontos para este ano? Principalmente para este arranque exigente, com este tempo gélido e molhado? A ver vamos! Espero é poder ajudá-lo e dar-lhe um empurrãozinho, a ver se sempre arranca a fundo!

Decidi, por isso, falar-lhe das Pneumonias. Sabe ao certo o que é? Se calhar não. Até, porque num estudo realizado em 2014, 70% das pessoas não sabiam a diferença entre gripe e pneumonia. E são coisas substancialmente diferentes.

Umas das diferenças que lhe posso já adiantar, é que a Gripe é uma doença que acontece sobretudo entre Novembro e Março, enquanto a Pneumonia existe o ano inteiro, sendo mais maligna, mais duradoura e mais intensa que a Gripe.

Como “prevenir é o melhor remédio”, o que deve mesmo fazer, é prevenir as duas! Em relação à Gripe, o melhor mesmo é vacinar-se. Até porque, a infeção pelo vírus da gripe pode favorecer a Pneumonia e aumentar a probabilidade de complicações. Mas acima de tudo, o que precisa de saber, é que uma gripe dura entre 48 a 72 horas, e que para tratá-la não precisa de tomar antibióticos.

Acredite! É mesmo muito importante saber isto! Os antibióticos são para combater bactérias, e a gripe é provocada por um vírus e os antibióticos não lhe farão nadinha. Só estamos a prejudicar o combate a uma futura Pneumonia. As bactérias são microorganismos bem pequenos, mas com uma capacidade muito grande, tendo adquirido competências para se tornarem resistentes aos antibióticos, o que torna as Pneumonias, ainda potencialmente, mais graves.

E lembre-se de outra coisa! Se foi ao Médico e ele lhe disse que tem uma Gripe e por isso não lhe passou antibiótico, acredite: Ele sabe o que faz! E esta a ajudá-lo mais que aquilo que pensa.

Ultimamente, são muitos os doentes em que os antibióticos simplesmente “não pegam” facilmente, porque as bactérias estão cada vez mais resistentes, fazendo com que seja mais difícil o seu combate e tratamento.
E entramos agora aqui no capítulo da Pneumonia: uma infeção grave dos pulmões, que levam a cerca de 80 internamentos e 20 mortos por dia, o que mostra a severidade desta doença. No entanto, é também possível prevenir-se. Existe também uma vacina, que evita as formas mais severas da doença e deve ser administrada aqueles que fazem parte dos grupos de risco, tais como os idosos, com idade superior a 65 anos, pessoas que vivem em lares ou que frequentem centros de dia, doentes com doenças pulmonares de base, doentes crónicos e profissionais de Saúde.

Existem, no entanto, outras formas, e até simples, de prevenir as Pneumonias: lave frequentemente as mãos, evite estar perto de pessoas com evidência de infeção, como tosse e expetoração, evites espaços muitos frios, muitos secos e muitos húmidos, ambientes com má ventilação ou com muita gente e areje diariamente os locais onde reside e trabalha. É importante também lembrar, que quando tiver alguns sintomas, sejam eles de Gripe ou Pneumonia, deve procurar ajuda.
Mas, atenção, não precisa de ir a correr diretamente para a Urgência. Ligue para a linha do SNS 24 (808 24 24 24), onde será atendido por Enfermeiros preparados para o ajudarem e o direcionarem, para que não se exponha, ainda mais aos “bichinhos” resistentes que lhe falei.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

É urgente amar!

A falta de liberdade sentida na pandemia transformou-nos, não estamos mais em perigo, mas algo em...

Maria das Dores, uma professora cega

Nasceu em Meinedo há 58 anos Chama-se Maria das Dores Soares da Cunha, tem 58 anos e nasceu em...

Maioria das 3.300 pessoas com deficiência não tem apoio institucional

UM “PROBLEMA SILENCIOSO” EM LOUSADA As respostas institucionais para a deficiência em Lousada são...

(D)eficiência: a eficiência diversificada

A palavra “Deficiência” está diretamente associada à existência de uma diferença nos indivíduos...

Aldear em Meinedo no domingo

No próximo domingo, 28 de maio, Meinedo acolhe mais um encontro desta edição do Aldear, promovido...

Adelaide Pacheco: A Cidadã do Ensino

“Lousada foi o lugar que escolhi para viver e trabalhar” Maria Adelaide Pereira de Lemos Pacheco,...

Apoteose em Lousada

SORDO BRILHA PERANTE OS MILHARES DE LOUSADA A tradicional Super Especial do Rally de Portugal no...

Editorial da edição 97º de 18 de maio de 2023

Serviços públicos Os serviços públicos em Lousada já tiveram melhores dias. Para além das questões...

Unidade de Saúde Familiar São Tiago (Lustosa)

A USF São Tiago é uma unidade funcional integrada no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Tâmega...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária realiza-se no próximo sábado, dia 20 de maio, na Praça das...

Siga-nos nas redes sociais