Noite das Tigelinhas candidata às 7 Maravilhas da Cultura Popular®

A InovLousada, CRL anunciou que candidatou a noite das tigelinhas às 7 Maravilhas da Cultura Popular®, na categoria de “rituais e costumes”.
A tradição das tigelinhas, inserida na celebração das festas grandes do concelho, em honra ao Senhor dos Aflitos, é uma manifestação cultural singular do povo lousadense, que se repete anualmente e perdura até aos dias de hoje.

O costume de colocar tigelinhas ou lamparinas de barro com cera e com pavio, para adornar o jardim do Senhor dos Aflitos remonta aos primórdios das festas grandes do concelho. Alguns artesãos locais, com a sua arte, engenho e ajuda de familiares, amigos e vizinhos, promoviam a feitura de balões ou faróis para iluminar as festas e, para além disso, confecionavam cebo e pavio para os milhares de tigelinhas de barro, que a cada ano festivo encadeavam o jardim do Senhor dos Aflitos em noite de festa. Houve anos que tal dedicação resultou em mais de 50 mil lumes, colocados pelos populares no jardim e árvores do monte do Senhor dos Aflitos, fazendo deste um acontecimento comunitário de inolvidável beleza.

Por se entender que a tradição das tigelinhas se mantém enraizada, a tal ponto de continuar a atrair o envolvimento e a participação de milhares de lousadenses e a visitas de muitos mais forasteiros, o Conselho de Administração da InovLousada, dando corpo ao seu objeto social, designadamente na dinamização de ações de promoção e divulgação da identidade e do património cultural, histórico e natural do concelho de Lousada, submeteu a candidatura da noite das tigelinhas, na categoria de “rituais e costumes”, às 7 Maravilhas da Cultura Popular®, esperando que a mesma possa elevar a notoriedade e o reconhecimento público deste costume singular e autêntico dos lousadenses.

3 Comments

  1. Lilian

    Qual a data dessa comemoração e local que se ascende as luzes?

    Reply
  2. Ana Paula Barbosa

    Parabéns pela iniciativa da candidatura. Efetivamente é uma tradição única que merece ser reconhecida.

    Reply
  3. Manuel Cristóvão Barbosa

    Felicitações pela iniciativa da qual me lembro há, pelo menos, 60 anos. Pelas “Festas Grandes do Concelho de Lousada as tigelinhas eram colocadas no Monte do Senhor dos Aflitos proporcionado-lhe uma imagem espetacular. Nesses anos, os lousadenses já se sentiam muito orgulhosos desse espetáculo de luz e cor no contraste do verde das árvores deste rico património imaterial. Também seria importante manter a tradição lousadense das Vacas de Fogo. Já a distribuição do “mel”, atirar sacos de água a quem dorme no chão e nos bancos do jardim pela madrugada, teriam que se impor outras regras e que deviam de ser confinadas só e apenas a quem pretende entrar nesta “batalha” e jamais despejar-se água dentro dos automóveis que passam com os vidros abertos. Espera-se que essa iniciativa seja tomada em consideração pelos seus responsáveis para que seja possível preservar esta tradição.

    Reply

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Siga-nos nas redes sociais