por | 16 Ago, 2022 | Sociedade

Festa Grande: Melhores momentos da época mais aguardada do ano

Ano após ano, a Festa Grande em Honra do Senhor dos Aflitos torna-se mais memorável e reconhecida pelos demais. Este ano a chuva de elogios pelas diversas alterações bem conseguidas fizeram-se sentir. As opiniões foram bastante consensuais, porém, existem exceções. A inovação e criação da Praça da Música anos 80/90 e da Praça da Juventude foram alvo de congratulações pelos lousadenses e não só, bem como outras particularidades. Fique a par da súmula que O Louzadense preparou para si, com entrevista às Farturas Armando.  

Quinta- feira

Depois de dois anos paradas dada a situação pandêmica que assolou o mundo inteiro, no dia 28 de julho, regressou a tão esperada Festa Grande em Honra do Senhor dos Aflitos. A primeira noite, quinta-feira, foi marcada pela atuação dos Fulano X que trouxeram alguns convidados. O concerto começou às 22h30m, hora apreciada por todos, e após o término a alegria espalhou-se pela noite fora.

Atuação dos Fulano X no Palco PEMI

Nesta noite, pelas 21h00m aconteceu o Desfile de Bombos, com início no Recinto da feira, mas rapidamente encheram todas as ruas. Presença bastante apreciada e valorizada pela comunidade.

Grupo de bombos na quinta-feira
Grupo de bombos na quinta-feira
Grupo de bombos na quinta-feira
Grupo de bombos na quinta-feira

As preparações das roulotes começaram cerca de dois dias antes para que tudo estivesse perfeito no 1º dia das festas. O Louzadense procurou saber qual era a expectativa dos comerciantes com o regresso das Grandiosas. 

Bruno Costa, proprietário das Farturas Sandra, ficou situado junto à zona dos carrosséis. “Não é o meu primeiro ano cá pois já venho com o meu negócio há 25 anos”, inicia. Com um historial considerável na Festa Grande, confessa que espera que corra tudo bem, em concordância com as festas que fez até à data. 

“A nível de programas, espetáculos e organização são uma festas muito boas e grandes”, afirma quando questionado sobre a sua opinião.

Farturas Sandra

Contudo, novas barracas também marcaram presença no ano do regresso. A Caipirinha Brasil é um dos muitos exemplos que através da internet veio parar a Lousada. “Achamos que são umas boas festas, logo as expectativas são grandes”, declara Cristina Luz.

Caipirinha Brasil

Sexta-feira 

A festa continuou. No 2º dia, sexta-feira, ocorreu a atuação da fadista Gisela João e de SYRO. Os DJs começaram mais tarde, em comparação com o dia anterior. Na Praça da Música anos 80/90 e na Praça da Juventude abriu-se “espetáculo” à 1h30m da manhã. Esta primeira ocorreu no Palco IMMO EMPIRE.

Enchente de pessoas
Praça da Juventude

Sábado 

No sábado o dia começou bem cedo com atividades. Pelas 8h30m da manhã os Grupos de Bombos percorreram as ruas da vila. Às 10h30m ocorreu um Concurso Pecuário e já de tarde, 15h30m, deu-se a Concentração de pasteleiras na Avenida Senhor dos Aflitos. 

Pasteleiras por Orpheu fotografia
Concurso pecuário por Orpheu fotografia

A noite começou dos VAI E VEM e, de seguida, com Vitor Kley no Palco PEMI. Este último é um cantor brasileiro que faz furor a nível mundial com as suas músicas, nomeadamente: O Sol; O Amor é o Segredo; Ainda Bem que Chegou; Morena; entre outras. A enchente de pessoas fez-se notar pela presença e vibração em todas as canções. 

Nas suas redes sociais, Vitor Kley, assinalou o concerto com as seguintes palavras: “Lousada, Portugal. O que aconteceu ontem a gente jamais vai esquecer. Mar de gente e energia linda! Obrigado de coração por tanto amor”.

Concerto Vitor Kley
Vitor Kley com o Presidente da Comissão de Festas e um membro desta

Domingo 

Às 11h30m ocorreu a Missa Solene em Honra do Senhor dos Aflitos e marcou o começo deste grande e longo dia. Pelas 18h00m deu-se início à Majestosa Procissão onde todos os Santos da freguesia estiveram presentes, bem como figuras ilustres do concelho de Lousada. Numa tarde onde o calor era muito, foram várias as pessoas que se deslocaram às ruas para assistir a este momento cheio de história e tradição. 

Majestosa Procissão em Honra do Senhor dos Aflitos

As sombras e as bebidas refrescantes foram eleitas no momento de assistir à bela Procissão que, este ano, fez um percurso diferente. O Louzadense fez um direto na sua página de Facebook para que todas as pessoas acompanhassem, dos mais variadíssimos locais. Este mereceu elogios dos seguidores pois muitos encontram-se fora do país e tiveram a oportunidade de ver um momento da sua terra. 

Na noite de domingo, o Monte do Senhor dos Aflitos recebeu a iluminação especial de milhares de tigelinhas num espetáculo único e sem igual por todo o país.

Às 21h30m começou a atuação de bandas musicais e, pelo meio, deu-se o fogo de artifício. À 00h45m o Miguel Araújo cantou no Palco PEMI, concerto que mereceu bastantes elogios. A festa continuou noite fora. 

Fogo de artifício por Orpheu fotografia
Concerto de Miguel Araújo

Segunda – feira 

Terminado o mês de julho, porém, não terminadas as Festas Grandes. No dia 1 de agosto, segunda-feira, pelas 14h00m ocorreu o Grande Prémio de Ciclismo, organizado pela Associação de Ciclismo do Porto. De ressalvar que este dia é marcado pelo feriado municipal em Lousada. 

Grande prémio ciclismo

A noite foi de bastante animação, como até então, primeiro com a arruada de bombos, depois com a tradicional e famosa Marcha Luminosa. No entanto, antes desta última ocorreu o Grande Fogo de Artifício que deixou todos sem palavras. 

Marchas luminosas por Orpheu fotografia

Terça – feira 

Chega-se assim ao fim o momento mais esperado do ano por todos os lousadenses. Neste último dia todos aproveitaram ao máximo, embora mais cedo, a atuação de Zé Amaro. Os DJs nas respetivas praças também iniciaram mais cedo. 

De ressalvar a excelente iluminação que personalizou as ruas de forma própria e elegante.

A iluminação da Igreja de Nossa Senhora dos Aflitos
Iluminação das barracas
Iluminação nas ruas da Festa Grande

Todos os dias foram marcados pelo convívio – palavra-chave destas Festas Grandes de 2022. De miúdos a graúdos todos aproveitaram e viveram intensamente os 6 dias mais aguardados. Afinal a ânsia de voltar era tanta que ninguém ficou defraudado.

Convívio na Festa Grande
Convívio na Festa Grande

Tradição das Farturas Armando 

Hugo Correia com toda a sua disponibilidade e amabilidade prestou uma entrevista ao O Louzadense. Contextualizando a sua parentalidade com o negócio, este é neto do Sr. Armando e filho do Sr. Fernando. Posto isto, faz parte da terceira geração. 

Hugo Correia

Atualmente, encontra-se à frente do estabelecimento e recebe a ajuda dos seus pais. “Nasci em 1980, tenho 42 anos e desde sempre vim a Lousada”, confessa. A realidade deste perante a Festa Grande é bastante desenvolvida pois desde que se conhece acompanha a família para todo o lado. 

“Já tínhamos saudades, penso que as festas correram muito bem”, afirma. Contudo, ao nível de vendas não se pode afirmar o mesmo. Conforme o próprio, as condições meteorológicas que se fizeram sentir durante os 6 dias não foram propícias e, assim sendo, afetaram o consumo de farturas. “O excesso de calor prejudicou a venda pois houve mais sede e menos fome”, reforça. 

Porém, revela que o balanço foi positivo e que os negócios têm que estar preparados para todos os fatores. “É sempre bom vir a Lousada, aliás, foi o meu avô que iniciou a vinda a esta vila”, conta. Hugo declara que se trata de uma terra que gosta muito e caracteriza os lousadenses como um povo simpático e bonito. 

“Voltem sempre, serão muito bem recebidos”, despede-se com uma mensagem para os clientes.

Foram várias as pessoas que cumpriram a tradição e se dirigiram às Farturas Armando para saborearem o que lá há de melhor. 

Farturas Armando
Clientes das Farturas Armando
Clientes das Farturas Armando
Clientes das Farturas Armando

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Editorial 125 | O Gestor de Redes Sociais

Numa terra longínqua onde os emojis governam e os likes são moedas de troca, vive o temido Gestor...

LOUSADA RECEBE MAIOR FESTIVAL DE DRIFT DO PAÍS

O Eurocircuito da Costilha em Lousada será palco no final do mês da 11ª edição do Encontro...

Xadrez do Lousada Voleibol Clube com excelentes resultados no fim de semana

Esteban Dario Caro, xadrezista da secção de xadrez do Lousada Voleibol Clube venceu o VII Torneio...

Oficinoscópio assinala 10 anos de cinema de animação

No dia 10 de julho foi apresentado o livro Oficinoscópio, relativo aos 10 anos de Oficinas de...

AUTOR VISITA ALDAF E PROMOVE MOMENTO DE CULTURA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM LOUSADA

No passado dia 13 de junho a Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares...

Desvendando os Traços Antissociais

Os traços antissociais são confundidos por vários sintomas na linguagem coloquial, assim irei...

”Faz falta uma feira do livro”

GONÇALO SANTOS, ESCRITOR Chama-se Gonçalo Teles dos Santos, tem 44 anos, é natural de Sousela e...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XVI | Elementos Decorativos II Os elementos decorativos, concebidos quase sempre em...

O discreto gigante da democracia lousadense

E DEPOIS D'ABRIL? [3] Lousada teve muitas pessoas de proa que embora sendo contra o regime...

Fim de Semana Cultural “Alma Magnetense” está de regresso

A Junta de Freguesia de Meinedo anuncia o regresso do Fim de Semana Cultural "Alma Magnetense",...

Siga-nos nas redes sociais