por | 16 Fev, 2024 | Opinião, VamosJuntos.PT

Lousada, uma vila empreendedora?

Era uma vez, desde antes (!!!!) de 1128, que a região do Tâmega e Sousa se autointitula, precipuamente, como um espaço empreendedor, dinâmico e eficiente.

Ora, fazendo-se aqui uma pequena diabrura, constata-se que a realidade está profundamente afastada daquilo que a nova campanha da CIM – Tâmega e Sousa pretende transparecer. Na verdade, é comezinha a conclusão de que Lousada não é uma Vila empreendedora e muito menos, uma vila que incentiva os seus munícipes a empreender “cá dentro”.

Após auscultar a Câmara Municipal de Lousada, por intermédio do Gabinete de Apoio à Presidência, constatei, que de facto, existem, no papel, várias missões e boas intenções por parte do município para apoiar o investidor. 

Não querendo cansar o leitor, enumera-se o Gabinete de Apoio ao Investidor, um futuro Projeto Lousada Coworking, uma estrutura equipada, que funcionará no Parque Urbano Dr. Mário Fonseca, que visará criar 20 postos de trabalho em Lousada e a aplicação de benefícios fiscais, como algumas das medidas de incentivo e apoio à criação de Startups no nosso Concelho.

Contudo, a verdade é que muitas destas missões são conjugadas no futuro, ou seja, a sua aplicação prática ainda não se verificou. O que não deixa de causar algum espanto, dado que, é a própria CIM que afirma que esta é uma região pautada pela juventude da sua população. Estará Lousada à espera que esta população envelheça para começar a atuar?

No mais, stupete gentes, o município é o próprio a confirmar que não dispõe de um levantamento efetivo das Startups, o que repisa o pensamento de que o mesmo não detém, respeitosamente, um verdadeiro compromisso com o empreendedorismo local. Para além de ser profundamente antitético afirmar que, mesmo não existindo números, o município acompanha todas as ideias e projetos que são apresentados.

Parece-nos que estas duas realidades não se comungam, estão por isso em polos opostos, dizendo muito mais do que a campanha publicitária referida pretende fazer alcançar. Isto é, como se pode verificar o investimento municipal no investimento empreendedor quando se desconhece o número atual de Startups ativas no Concelho? Quando não se conhecem como se efetivam as colaborações com entidades terceiras. Quais os quantitativos monetários que foram retidos pelas empresas com os incentivos e os benefícios fiscais concedidos, quando não existe networking entre empreendedores locais. Quando se realizam apenas um conjunto de sessões, isoladas no tempo, para incentivar a criação e desenvolvimento de produtos ou serviços inovadores!

Aqui e agora, somos levados a concluir que é necessário muito mais para que jovens – ou menos jovens – sintam apelo a semear e a germinar as suas ideias e os seus negócios inovadores.

Por isso, urge abandonar códigos de atuação meramente formais e desperdício monetário em campanhas publicitárias superficiais. É urgente ir para o terreno!

Tornar mais simples o processo de constituição de Startups, informar sobre procedimentos e contactos de forma mais intuitiva e acessível, promover o encontro de novos empreendedores com agentes económicos com maior presença no mercado, fomentando a mentoria, ser o principal consumidor dos produtos e serviços desenvolvidos pelas Startups locais, promovendo o seu crescimento no mercado e  tratar e promover com igualdade todos os projetos inovadores que surjam no concelho, todos eles têm igual valia e importância.

Empreender é sempre um salto sem paraquedas, um ato para os mais corajosos, por isso, a todos os corajosos que empreendem em Lousada: o meu aplauso.

Criar, idealizar, falhar, voltar a tentar, falhar de novo, tentar até alcançar o objetivo é percorrer um caminho com muitos escolhos, mas não menos gratificante.

Deste modo, pela caminhada de muitos, pela minha própria caminhada enquanto empreendedor e pela caminhada de futuros empreendedores, é necessário que o município acolha o sentimento da figura histórica que sustenta a campanha publicitária da CIM: o I Rei de Portugal, D. Afonso Henriques, e queira conquistar o futuro, com coragem desmedida, não temendo o desconhecido e promovendo todas as valiosas ideias que nesta região existem.

Sem esta mudança, continuaremos como estamos, desde antes, depois e nada!

Pedro Mariano

Blog vamosjuntos.pt

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Conseguir um espaço próprio é objetivo

ACADEMIA DE GINÁSTICA DE LOUSADA A ginástica em Lousada tem na professora Paula Oliveira uma...

Tanto talento e humildade numa pessoa só

JOÃO DA MOTA TEIXEIRA Este cristelense de 78 anos tem tanto de discreto e humilde como de talento...

Estradas esburacadas 

ACONTECE UM POUCO POR TODO O CONCELHO As chuvas intensas que caíram neste inverno contribuíram...

“O Julgamento do Natal”

Nos dias 22 e 23 de março, a Nova Oficina de Teatro e Coral de Lousada, para finalizar o Dia do...

COPAGRI CONTINUA COM LITÍGIO INTERNO

“Arrumar a casa” para investir no supermercado, mas anterior direção insiste com ação judicial Por...

Adriano Rafael Moreira é o novo Secretário de Estado do Trabalho

TERCEIRO LOUSADENSE NUM GOVERNO CONSTITUCIONAL A tomada de posse de Adriano Rafael Moreira,...

Editorial 118 | Um lousadense no Governo de Portugal

Não é todos os dias que temos um lousadense no Governo de Portugal, sendo, por isso, motivo de...

~ in memoriam ~

Armando José Gonçalves da Costa (1946 – 2024) Faleceu a 26 de Março o estimado dono do Mini...

Lousada recebe o Mega Sprinter

Lousada recebe, nos dias 19 e 20 de abril, o XVIII Mega Sprinter. A atividade envolve 25 comitivas...

Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa

Lousada recebe o III Seminário da Unidas — Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega...

Siga-nos nas redes sociais