por | 12 Abr, 2024 | Associativismo, Sociedade

COPAGRI CONTINUA COM LITÍGIO INTERNO

“Arrumar a casa” para investir no supermercado, mas anterior direção insiste com ação judicial

Por um voto foi eleita a 29 de dezembro último, a nova direção da COPAGRI – Cooperativa Agrícola de Lousada. A direção cessante perdeu o ato eleitoral mas recorreu judicialmente, tentando impugnar o mesmo, alegando irregularidades, nomeadamente na recolha de procurações de associados. O Tribunal Judicial de Lousada deu como inconsequente a providência cautelar pedida pelos contestatários, pois entende que a cooperativa não pode ficar suspensa até decisão final. Contudo, a anterior direção vai prosseguir com a ação judicial para destituir a direção eleita.

Além da questão das procurações, os contestatários, liderados pelo anterior presidente da cooperativa, Eduardo Castro Taveira, alegam que há outra irregularidade que, a seu ver, obriga à anulação das eleições. Dizem que o presidente eleito, José Manuel Babo Magalhães, concorreu indevidamente pois não é sócio da cooperativa em nome individual mas sim através de uma firma. Diante de tudo isso, vão prosseguir com a ação judicial e o litígio deverá ser redimido em julgamento.

Sobre a decisão do tribunal de não suspender a cooperativa, o atual presidente José Manuel Magalhães manifestou que “já contava com essa decisão e por isso tomamos posse e trabalhamos desde então em prol da cooperativa”. Entretanto passaram três meses de funções da nova direção. Questionado sobre o balanço, o presidente disse que “encontrou dificuldades de gestão” e explicou que “encontramos um grande volume de dívidas de particulares à Copagri, clientes que nem sequer eram notificados disso” e acrescentou que “muitas dessas dívidas com vários anos”.

Aquele dirigente disse ao Louzadense que sabia “de antemão que a gestão da Copagri estava menos bem e decidimos avançar com uma lista para as eleições precisamente para mudar isto, ou seja, tornar esta instituição mais competitiva e rentável, pois foram três anos consecutivos de prejuízos”.

O presidente da Copagri aproveitou para anunciar que está a ser implementada “uma iniciativa inédita, nunca feita nas cooperativas da região, que consiste em diferenciar os sócios dos clientes comuns”. Explicou que pretendem “atribuir vantagens aos sócios, com descontos a quem fizer mais compras, descontos esses que acumulam na conta de cada um e são descontados nas compras do ano seguinte”.

No respeitante a planos para o futuro, “ainda é cedo para avançarmos para o que realmente queremos em termos de grandes mudanças, pois queremos primeiro arrumar a casa, equilibrar as contas e, depois apostar em ganhar competitividade no supermercado, que está cada vez com mais concorrência em Lousada e precisa de modernizar-se para melhor competir num setor importante da nossa economia”, referiu José Manuel Magalhães.

José Manuel Magalhães

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Os pais tiveram receio da sua escolha mas deram todo o apoio

LUÍS MELO, ARTISTA PLÁSTICO E PROFESSOR DE ARTES O curso de Artes da Escola Secundária de Lousada...

Não se tratou apenas de guerra – a nostalgia dos combatentes em África

LOUSADENSES NO ULTRAMAR (PARTE 2) Nem tudo foi mau, dizem os que tentam perspetivar algo de...

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Siga-nos nas redes sociais