por | 17 Mai, 2024 | Cultura, Uncategorized

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI

A diversidade de estilos e técnicas são duas características patentes na mostra coletiva de artistas plásticos lousadenses intitulada ALL’A 24. Este evento é também demonstrativo da vitalidade, importância e dimensão das artes plásticas em Lousada. Os trabalhos de 20 artistas de diferentes escalões etários estão divididos por dois locais: Cais Cultural de Caíde de Rei e Biblioteca Municipal. O público pode visitar as exposições até 31 deste mês. A inauguração decorreu neste fim de semana, deixando no ar a possibilidade de fazer desta iniciativa um evento a repetir periodicamente.

A ideia de organizar uma exposição coletiva de obras de artistas plásticos lousadenses partiu de José Neto, um souselense que, há muito tempo, está ligado às artes e ao associativismo. O desafio de juntar o maior número possível de artistas locais foi encetado há meses por este que é também um artista plástico e que coordena o grupo Sot’Artes, ligado ao Cais Cultural de Caíde de Rei.

Desde logo houve intenção de alargar geograficamente este evento, fazendo a mostra naquela associação de Caíde e na Biblioteca Municipal de Lousada.

Igualmente preponderante para a realização deste evento foi a curadora Fernanda Queirós. Uma das tarefas do trabalho de curadoria consistiu na distribuição dos vinte artistas plásticos, que participam na mostra com duas obras cada. As obras foram divididas em igual número pelo Cais Cultural de Caíde de Rei e Biblioteca Municipal.

Com isto, a curadora pretendeu tornar “o concelho de Lousada numa verdadeira «galeria de arte» acessível a todos, através da interação dinâmica entre os artistas e a comunidade local”.

Aquela especialista em artes plásticas destacou a “diversidade e o alto nível de qualidade das 40 obras apresentadas” e explicou que “os critérios incluíram não apenas o repertório artístico, o tema e a visibilidade futura dos artistas, mas também a busca por excelência e significado”.

Para Fernanda Queirós, a ALL’A24 “é maís do que uma simples exibição, é um testemunho do talento e da criatividade dos artistas de Lousada, um marco cultural na região”.

Evento potenciador de projetos

Na sessão inaugural desta mostra coletiva de artistas lousadenses, que decorreu na Biblioteca Municipal, na passada sexta-feira, o vereador da Cultura, Manuel Nunes, destacou a diversidade e qualidade dos artistas plásticos lousadenses e enalteceu as sinergias colocadas ao serviço da organização do evento, mormente as pessoas e as entidades envolvidas, com José Neto e o Cais Cultural em posição de destaque.

Na tarde de sábado foi inaugurada a parte da exposição localizada em Caíde de Rei, nas peculiares instalações da associação caidense, onde outrora existiu um cais ferroviário de mercadorias e que foi convertido num dinâmico pólo cultural.

Também ali o ecletismo artístico foi um dos fatores mais marcantes numa panóplia de estilos e técnicas patentes nas vinte obras de arte.

Estiveram presentes quase todos os artistas participantes na exposição, gerando dessa forma um intenso intercâmbio de ideias e até cogitação de projetos futuros. Este é também um dos propósitos da ALL’A 24.

De diferentes estratos sociais e académicos, principiantes e experientes, novos e menos jovens, os artistas plásticos que entraram nesta mostra são (por ordem alfabética): Afonso Ribeiro, Alexandre Ribeiro, Ana Carolina Ferreira, Carla Anjos, Catarina Dias, Celeste Marques, Helena Oliveira, Joaquim Cardoso, Joaquim Valiñas, José Neto (Nepotis), Liliana Monteiro, Manuel Jorge Carvalho, Margarida Neto, Marta Neto, Marta Nunes, Paulo Natalino Barros, Rui Magalhães, Sandra Ricardina Monteiro, Sérgio Magalhães e Susana Valinhas.

Coletivo de artistas lousadenses

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Quem são @s influencers lousadenses?

VENDEM PRODUTOS E SUGESTÕES A MILHARES DE PESSOAS Por “querer estar na moda” ou por insegurança e...

GINT: Uma história de crescimento, inovação e responsabilidade social

Desde a sua fundação em 1997, a Grecogeste-Trading de Produtos e Serviços S.A., do Grupo GINT, tem...

Programa Municipal de Caminhadas

No dia 15 de junho, sábado, realiza-se a Caminhada da Primavera, organizada pela Associação de...

Dia Municipal da Biodiversidade celebrado no Parque Urbano Dr. Mário Fonseca

Dia 21 de junho celebra-se o Dia Municipal da Biodiversidade. Desde 2017 que esta data é celebrada...

Inscrições abertas para o Banco de Voluntariado

O Banco de Voluntariado encontra-se em funcionamento desde 2006 e pretende garantir e promover a...

Orçamento Participativo Jovem tem candidaturas abertas até sexta-feira

Estão abertas as candidaturas para o Orçamento Participativo Jovem (OPJ), até dia 14, próxima...

Alunos de Lousada venceram concurso DXC Code Challenge

A equipa da EB da Boavista – Silvares, constituída por Letícia Teixeira Sousa e Luís Gonçalves...

Lousada CoWorking está em funcionamento

A funcionar no Parque Urbano Dr. Mário Fonseca, o espaço Lousada Coworking regista já procura....

Talentos da Fruta já têm pratos vencedores

O Município de Lousada promoveu uma nova edição do concurso “Talentos da fruta”, na passada...

Município cria Prémio de Investigação Dr. Mário Fonseca

O Município criou o “Prémio Dr. Mário Fonseca” em homenagem ao médico Lousadense, conhecido como...

Siga-nos nas redes sociais