Cool Dance: uma década de existência sempre a crescer

O Cool Dance surgiu em Lousada em maio de 2010, integrado na Associação Kais Silvares Viva, quando um grupo de pais, acompanhados por Luciana Campos, decidiu bater à porta do Presidente da Junta de Silvares, Fausto Oliveira, pedindo apoio para o grupo, que viria a designar-se Cool Dance, Grupo de Dança de Silvares.

Tudo começou então no início do ano de 2010, nos fundos de uma habitação, em frente à Igreja Paroquial de Silvares. Com o aumento de adesões ao grupo de dança, tornou-se necessário alugar um espaço maior, que passou a ser a sala do antigo cinema, no edifício Edinor. O grupo foi evoluindo, afirmando-se no concelho e no país, pela qualidade das participações em eventos públicos, saraus, marchas das festas em honra do Sr. dos Aflitos, etc. Com presença em concursos e em vários canais de televisão, entre eles o Porto Canal e a RTP1, o Cool Dance tornou-se uma referência do saber dançar, mas também um grupo onde crescem os laços de amizade e um espaço de formação humana e crescimento individual.
Atualmente com sede no edifício da Junta de Alvarenga, o Cool Dance é um grupo que recruta os seus membros em muitas freguesias do concelho de Lousada e até nos concelhos vizinhos. Neste processo de crescimento, o Cool Dance contou com o apoio da Junta de Freguesia de Silvares e agora da União de Freguesias de Silvares, Pias, Nogueira e Alvarenga. Apoio esse que não difere daquele dado a outros grupos de dança e associações do território da União de Freguesias.

Luciana Campos: a alma do grupo

Prestes a completar uma década de existência, o Grupo vai acumulando histórias, grandes momentos, alegrias, mas também alguns sofrimentos e as usuais “dores de crescimento”. Não fora a existência de uma “alma” que tudo congrega, alimenta e acarinha e este projeto não seria possível. Falamos de Luciana Campos, a “alma” deste grupo que, desde o seu início, sem descanso, tem ensinado a centenas de crianças, não só a arte de dançar, mas também a de crescer individualmente e em grupo. A Luciana é a amiga, a irmã, a mãe, a confidente e a professora de dança, que tem mantido a qualidade, a harmonia e a unidade neste grupo, à prova de todas as crises e abanões.

Neste momento, Luciana conta com a ajuda de um ex-aluno, João Marques: “Está a gerir o grupo dos grandes, já foi meu aluno quase há três anos, sendo ele quem faz as coreografias”, explica. Luciana trabalha com os mais novos.

Mas é também graças à associação de pais e amigos dedicados que o Cool Dance tem conseguido crescer e manter o espírito que o viu nascer. “Estão sempre prontos para ajudar, seja nos saraus, nos concertos, ou nos diversos eventos nos quais o grupo participa. Nas festas e no dia a dia, os pais são uma presença assídua e importante de apoio à vida do Grupo e dos seus filhos”, refere Luciana, que agradece também aos patrocinadores, destacando o padrinho do grupo, Pedro Moreira, pelo apoio e carinho que demonstra desde a fundação do Cool Dance.

Constituído por diversos subgrupos, de acordo com as faixas etárias, pequenos, médios e grandes, o Cool Dance conta com cerca de 60 membros. “Os mais velhos estão a entrar em competições de dança”, conta. São vários os estilos de dança: danças urbanas, hip-pop, pop, latina… “Fazemos mais mixes”, refere Luciana.

Os workshops são também uma oferta que o Cool Dance tem apresentado àqueles que gostam de dança.

Quanto ao futuro, os objetivos passam por uma maior visibilidade. “Que evolua e que também possa dar no futuro os passos por si próprio, se não for comigo, que seja com uma outra pessoa”, deseja a professora, que admite sonhar com outros desafios: “Mais tarde ou mais cedo, até pela formação que tirei, gostaria de ter outros desafios pessoais”, acrescenta. Apesar de ter tido já outras oportunidades, “nunca consegui abrir mão do Cool Dance”, diz.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Resistência e Liberdade» obteve 3.º Prémio no Concurso «25 de Abril, um projeto de Liberdade»

Alunos e professores do AE Dr. Mário Fonseca, envolvidos no Projeto «Resistência e Liberdade»,...

Mostra coletiva de artistas revela vitalidade da arte lousadense

NA BIBLIOTECA MUNICIPAL E CAIS CULTURAL DE CAÍDE DE REI A diversidade de estilos e técnicas são...

Uma centena de jovens na Final Regional do Xadrez Escolar do Norte na Escola Secundária de Lousada

A Escola Secundária de Lousada acolheu, no dia 10 de maio, a final da modalidade de xadrez da...

Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos

No ano em que se comemora os cinquenta anos da Revolução dos Cravos importa mergulhar no passado...

Iluminar Lousada – Uma Luz Solidária para a Cooperativa Lousavidas

O Iluminar Lousada vai realizar-se no dia 18 de maio, e as velas solidárias estão já estão à...

Pimenta na censura dos outros, na minha liberdade é refresco

No passado dia 25 de Abril celebraram-se os 50 anos sobre a revolução que derrubou o regime...

Vinhos das Caves do Monte projetam Lousada no mundo

Freitas de Balteiro: O embrião de uma tradição Em 1947, nas terras férteis da freguesia de...

Caixa Agrícola rejeita lista de sócios candidatos a eleições: Lista avança com Providência Cautelar

A Caixa de Crédito Agrícola de Terras do Sousa, Ave, Basto e Tâmega (CCAM TSABT) está envolta em...

Um pioneiro da comunicação regional

Rafael Telmo da Silva Ferreira, professor e diretor da Valsousa TV Em setembro faz 25 anos que...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XII | Capela II A capela podia ser levantada por forma a dar seguimento à fachada da...

Siga-nos nas redes sociais