por | 17 Jun, 2022 | O Garante da Gestão, Opinião

(Des)Cruzar Liderança com Liberdade, (n)a guerra

O Garante da Gestão – Por Assunção Neto

História(s), personalidade(s), objetivos, ambições estão na prominência da procura do ter, do ser, do atingir, porém tudo tem um preço, um valor, para quem vence ou para quem é vencido e implicando uma Liberdade ampla ou restrita, e uma Liderança fechada ou aberta. Quando se cruza a Liderança e a Liberdade estamos perante um problema ou uma solução, um caminho seguro e com futuro, ou um fecho, um controlo.

A Europa começa a sentir dolorosamente a “invasão” da Rússia que tem trabalhado na manipulação das democracias consolidadas. Uma invasão que deturpa o outro, para o bem e para o mal, faz parte da nossa existência e é provavelmente, a maior força de influência no outro. Na situação atual que a Europa atravessa, será que a Liberdade não é posta em causa e que a Liderança se cruza com esta, e tem força de dissipar e ser imparcial, quando perante uma guerra. Nesta dualidade e numa guerra, ainda que exista um vencedor, podemos considerar sua aplicabilidade no seu todo? Quando pessoas envolvidas e não envolvidas sofrem com decisões e atitudes de outrem, quando a vida do ser humano é posta em causa, é ferida pelo altruísmo, pelo vínculo sem fim de um estar em sociedade que comporta a óbice do direito humano, da vida humana. A Liderança supera a Liberdade ou esta última tem força de dar fim? 

Nos dias de hoje, com a evolução do ser humano e de diversas esferas da vida, seria suposto a guerra não estar presente nos nossos dias. A guerra é a falência do direito em si, da Liberdade obstruída, da Liderança impetuosa de um ser que teve Liberdade para o efeito, e tudo estar em suas mãos. 

A Liberdade é basilar na sociedade, mas quando “bem aplicada”, e não interferida por Lideranças tóxicas. Contudo, observamos frequentemente Lideranças pouco saudáveis, pautadas em turbulência e agressividade. Perdemos a capacidade de dizer basta, de impor, quando a Liderança é mais que a Liberdade do outro, dos outros, das partes envolventes, em soma do todo. E o resultado disso é o hoje que estamos a viver. É necessário aniquilar modelos turbulentos e agressivos que ainda acreditam que o respeito se constrói com tanques de guerra e mortes e não com o pensamento, o diálogo e a construção conjunta.

Assistimos à transformação dos tecidos empresariais e sociais pela sementeira de pessoas/líderes alimentados por potências hostis e autocráticas. Este perigo é sentido pelas empresas, pelas pessoas, em que esta vulnerabilidade está longe de ser corrigida.

Mais inquietante é pensarmos nos movimentos de interferência oculta, protegidos pela lógica liberal da economia (micro/macro), das empresas, das pessoas, na nossa sociedade, onde a Liberdade manifesta ser emersa e presa a um início sem fim. A resposta acontece com abordagens próprias e criativas, em que a primeira rede social é a proximidade entre pessoas, nichos, primando na interatividade, na fomentação de uma Liberdade sentida e aceite. 

Em dois L`s (Liberdade e Liderança) onde o democratismo não se vive diariamente, o Outro é interpolado.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

“Deus deu-me a oportunidade de chorar a cantar”

CLÁUDIA MADEIRA, UMA FADISTA SOLIDÁRIA Cantar com alma e paixão são características de Cláudia...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XIV | Pedra de Armas A pedra de armas, nem sempre presente, na fachada da casa,...

Violência no namoro preocupa encarregados de educação e professores

SIMULAÇÃO DE JULGAMENTO NO TRIBUNAL DE LOUSADA FOI ALERTA E PEDAGOGIA Um grande estudo nacional...

Quem são @s influencers lousadenses?

VENDEM PRODUTOS E SUGESTÕES A MILHARES DE PESSOAS Por “querer estar na moda” ou por insegurança e...

GINT: Uma história de crescimento, inovação e responsabilidade social

Desde a sua fundação em 1997, a Grecogeste-Trading de Produtos e Serviços S.A., do Grupo GINT, tem...

Programa Municipal de Caminhadas

No dia 15 de junho, sábado, realiza-se a Caminhada da Primavera, organizada pela Associação de...

Dia Municipal da Biodiversidade celebrado no Parque Urbano Dr. Mário Fonseca

Dia 21 de junho celebra-se o Dia Municipal da Biodiversidade. Desde 2017 que esta data é celebrada...

Inscrições abertas para o Banco de Voluntariado

O Banco de Voluntariado encontra-se em funcionamento desde 2006 e pretende garantir e promover a...

Orçamento Participativo Jovem tem candidaturas abertas até sexta-feira

Estão abertas as candidaturas para o Orçamento Participativo Jovem (OPJ), até dia 14, próxima...

Alunos de Lousada venceram concurso DXC Code Challenge

A equipa da EB da Boavista – Silvares, constituída por Letícia Teixeira Sousa e Luís Gonçalves...

Siga-nos nas redes sociais