por | 27 Fev, 2024 | Opinião, Sociedade

Portistas comentam eleições no FC do Porto

MAIORIA DEFENDE MUDANÇAS

Nem só os partidos políticos estão em campanha eleitoral. Também o Futebol Clube do Porto se prepara para eleições. Ainda não há data, mas sabe-se que o ato decorrerá em Abril. O histórico presidente Jorge Nuno Pinto da Costa concorre a um último mandato. O próprio assim o disse, no Coliseu do Porto, na apresentação da candidatura ao 16.º mandato. Dos dois adversários nesta corrida, André Vilas Boas tem conseguido importantes apoios, nomeadamente a família de uma das figuras míticas do universo portista, o antigo treinador José Maria Pedroto. Fomos ouvir alguns portistas lousadenses.

José António Teixeira (presidente da School Dance)

Pinto da Costa é o favorito, normal, mas ao que se ouve, vai mudar a equipa da SAD, porque sabe que os sócios estão descontentes com a gestão e teme um Vilas Boas que pode surpreender e vencer as eleições. A situação da equipa de futebol na altura das eleições pode ser decisiva. Os últimos acontecimentos, prejudicam a imagem do clube, sem dúvida. Vejo a candidatura de André Vilas Boas com bons olhos, muito importante e corajosa, pois obriga a um debate profundo sobre a realidade atual do FCPorto, dos seus problemas, dos quais o financeiro é muito mau, já que o FCPorto tem um passivo elevadíssimo, que vai condicionar muito a gestão desportiva no futuro”.


Vera Peixoto (vice-presidente do Aparecida FC)

“Todos os portistas têm que ser muito gratos ao senhor Jorge Nuno Pinto da Costa, um dos melhores presidentes do mundo, na minha opinião. Temos que reconhecer tudo o que fez no FCPorto, no entanto, parece-me que há uma necessidade de revigorar, de renovar. Sinceramente não sei se o André Vilas Boas estará à altura, no entanto, espero que qualquer que seja eleito seja capaz de fazer retornar o clube ao patamar que sempre habituou os seus adeptos”.


Sónia Oliveira (deputada do PS na Assembleia Municipal)

Eleições são sempre possibilidade de mudança, neste caso a possibilidade de todos aqueles que não se reveem na filosofia atual do FCPorto, poderem escolher um novo caminho. Reconheço no André Vilas Boas uma opção à altura do melhor clube português para começar a trilhar um caminho mais próspero e venturoso. Sem desconsiderar tudo aquilo que o Pinto da Costa fez pelo Clube, é já tempo de mudança, até porque, como temos assistido ultimamente no «Caso Pretroriano»: é necessária e urgente uma verdadeira “limpeza” dentro da instituição, do porteiro ao presidente, passando por todos os patamares hierárquicos do Clube, não há mais espaço para velhos paradigmas dos tempos do D’Artagnan, que nos envergonham enquanto portistas”.


Domingos Moreira (bancário)

“O Presidente Pinto da Costa tem uma história que fala por si. Os sucessos do clube nas últimas décadas relevam a sua capacidade de gestão e liderança. Raramente falhou. Mas o seu maior erro será a sua sucessão: não está a conseguir que a sua sucessão seja pacífica. No meu entender, estas eleições não vão mudar muito, mas vão deixar uma ferida profunda entre os portistas. E Pinto da Costa tem algumas culpas nisso”.


José Diogo Fernandes (vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia))

“Estas eleições serão sempre muito importantes para o futuro do FCPORTO, pois poderá ser a primeira grande oportunidade do clube mudar o paradigma da gestão das suas finanças. Se tal não acontecer, revelará a grande insatisfação que floresce no seio da família portista. Por estas razões considero que os associados devem votar em massa.”


Eliseu Correia (maestro da Banda Musical de Lousada)

“Espero que até às eleições o tom crispado e acusatório, por parte das duas principais candidaturas, termine e se discuta verdadeiramente o estado atual do clube. Estado esse que é bastante mau a nível financeiro. A constante antecipação de receitas pela atual direção, para pagar despesas correntes, assim o indicam. Acho ser necessário uma mudança séria e verdadeiramente comprometida com o clube”.

Comentários

Submeter Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Editorial 125 | O Gestor de Redes Sociais

Numa terra longínqua onde os emojis governam e os likes são moedas de troca, vive o temido Gestor...

LOUSADA RECEBE MAIOR FESTIVAL DE DRIFT DO PAÍS

O Eurocircuito da Costilha em Lousada será palco no final do mês da 11ª edição do Encontro...

Xadrez do Lousada Voleibol Clube com excelentes resultados no fim de semana

Esteban Dario Caro, xadrezista da secção de xadrez do Lousada Voleibol Clube venceu o VII Torneio...

Oficinoscópio assinala 10 anos de cinema de animação

No dia 10 de julho foi apresentado o livro Oficinoscópio, relativo aos 10 anos de Oficinas de...

AUTOR VISITA ALDAF E PROMOVE MOMENTO DE CULTURA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM LOUSADA

No passado dia 13 de junho a Associação Lousadense dos Deficientes, dos seus Amigos e Familiares...

Desvendando os Traços Antissociais

Os traços antissociais são confundidos por vários sintomas na linguagem coloquial, assim irei...

”Faz falta uma feira do livro”

GONÇALO SANTOS, ESCRITOR Chama-se Gonçalo Teles dos Santos, tem 44 anos, é natural de Sousela e...

A Casa Nobre No Concelho de Lousada

Tipologias - XVI | Elementos Decorativos II Os elementos decorativos, concebidos quase sempre em...

O discreto gigante da democracia lousadense

E DEPOIS D'ABRIL? [3] Lousada teve muitas pessoas de proa que embora sendo contra o regime...

Fim de Semana Cultural “Alma Magnetense” está de regresso

A Junta de Freguesia de Meinedo anuncia o regresso do Fim de Semana Cultural "Alma Magnetense",...

Siga-nos nas redes sociais